Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

política

Ricardo Cabral

24 de Janeiro de 2018, 17:06

Por

Ouro: Uma relíquia do passado?

Certamente. Mas fará sentido que Portugal, um dos países com as maiores reservas de ouro do mundo (13ª posição), aliene as suas reservas de ouro? Existem várias razões para manter as reservas de ouro. Note-se, em primeiro lugar, que o sistema de moeda fiduciária sem convertibilidade, baseado no dólar, é relativamente recente: ocorre com a decisão do presidente Nixon de abandonar esse padrão em 1971, há “apenas” quase 47 anos. Não que se advogue o regresso ao padrão ouro, mas… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

21 de Janeiro de 2018, 21:20

Por

Mais uma proposta de reformas para a Zona Euro que não convence

Um grupo de especialistas franceses e alemães, sobretudo académicos, acaba de publicar um relatório onde são propostas reformas para a zona euro, nomeadamente sobre: União Bancária; dívida soberana dos países membros e regras e instrumentos da política orçamental; e governo da zona euro. Destacam-se seis medidas concretas: (i) aprofundamento da União Bancária com o objectivo de reduzir o “nexo causal” entre banca e soberanos, i.e., assegurar que uma crise de dívida soberana não afecte o sistema bancário doméstico e vice-versa; (ii)… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

17 de Janeiro de 2018, 20:33

Por

Preparar o debate europeu

Uma das questões chave abordadas no pré-acordo da coligação na Alemanha, como aqui já antes se referiu, assentou nos contornos sobre o futuro da Zona Euro e da União Europeia. Wolfgang Münchau faz apreciação positiva, mas com ressalvas, do acordo. Realça o facto do tema Europa aparecer em primeiro lugar e sublinha as alterações que entende significativas, nomeadamente a disponibilidade da Alemanha para aumentar a contribuição para o orçamento comunitário e o que Münchau interpreta como a aceitação, pela Alemanha, que… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

8 de Janeiro de 2018, 09:18

Por

Centeno na Luz

Num assomo de purismo e num exercício de indisfarçável excitação, eis que surgiu uma pseudo querela à volta de Mário Centeno. Tudo por causa de dois lugares por ele solicitados para ver um jogo de futebol no Estádio da Luz. Colocando de parte a agora moda de tudo pôr em causa quando se trata do Benfica, a notícia foi-nos oferecida com foros de grave violação do código de conduta governamental. Estas notícias têm o risco de tudo confundir, misturar ou… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

3 de Janeiro de 2018, 19:03

Por

Porque é que só se mudam procedimentos depois de casa roubada?

Soube-se nos últimos dias que na semana que precedeu a aplicação da medida de resolução ao Banco Popular, sete instituições portuguesas levantaram elevados montantes de depósitos. De salientar o IGCP – a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – que retirou 12 milhões de euros de depósitos daquele banco. O IGCP, como o nome indica, gere as disponibilidades do Tesouro. Se a medida de resolução tivesse sido aplicada mais cedo e se a autoridade de resolução europeia… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

31 de Dezembro de 2017, 12:08

Por

Aguardemos pelo presente do Dia de Reis

A síntese de execução orçamental de Dezembro, com dados até Novembro, revela que as contas públicas estão a evoluir muito bem. O surpreendente, neste contexto, é que a previsão do Governo para o défice público se tenha alterado tão pouco: da previsão inicial de 1,6% do PIB, de Outubro de 2016, para a actual “inferior a 1,3% do PIB”. Como já referido num “post” anterior, é bom comparar a execução das contas públicas em 2017 com os objectivos definidos no Orçamento do Estado daquele… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo