Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

política

Ricardo Cabral

21 de Fevereiro de 2018, 18:54

Por

As instruções do BCE para “congelar” depósitos

Esta segunda-feira, o BCE “instruiu” o supervisor bancário da Letónia para impor uma moratória aos passivos de um dos maiores bancos desse país, o banco ABLV, tendo divulgado publicamente essa “instrução”. ­­O interessante do caso é que, pese embora a vontade do BCE expressa em várias instâncias, em possuir mais esse poder e autoridade quase sem limitações ou restrições sob o risco de perda de eficácia, a verdade é que a proposta da atribuição ao BCE de poderes de moratória… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

14 de Fevereiro de 2018, 16:18

Por

A nomeação do Presidente do BCE: A reforma mais importante da Zona Euro?

Numa carta aberta, subscrita em particular por proeminentes académicos entre os quais Thomas Piketty, são solicitadas mudanças no processo de nomeação da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE). A Comissão Executiva do BCE, constituída por seis membros incluindo o presidente e o vice-presidente do BCE, tem de facto imenso poder. A Comissão Executiva integra o Conselho de Governo do BCE, dispondo cada um dos seus membros de um voto neste Conselho. Os 19 governadores dos Bancos Centrais Nacionais da… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

12 de Fevereiro de 2018, 09:47

Por

Originalidades tributárias

“Em Itália, nada é mais definitivo do que o provisório”, li há tempos no Corriere della Sera, a propósito de o belíssimo “Fratelli d’Italia” só agora se ter tornado oficialmente o hino de Itália, ou seja, passados 71 anos (desde 1946!). Na altura, logo o meu pensamento se focou também na nossa idiossincrasia, em muitos aspectos com contornos não muito diferentes da dos italianos. Neste caso, não no nosso hino, aliás, com uma letra de todo descabida nos tempos que… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

11 de Fevereiro de 2018, 14:07

Por

Sinais de esperança na Coreia e não só

Durante os Jogos Olímpicos da Grécia antiga, cerimónias religiosas e desportivas em honra do deus Zeus que ocorreram de 4 em 4 anos ao longo de 12 séculos (entre 776 AC e 393 DC) na cidade de Olímpia, os peregrinos e atletas beneficiavam de uma trégua olímpica que lhes garantia salvo conduto no seu trajecto até aos jogos. Para a História ficou a ideia, incorrecta, de uma trégua olímpica que suspendia as guerras que decorriam entre as cidades estado da… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

8 de Fevereiro de 2018, 09:34

Por

O carrossel da competência

Basta um singelo ábaco para contabilizar o carrossel. Ou, tecnocraticamente, a placa giratória. São sempre os mesmos. Ou quase. Notáveis, competentíssimos, indispensáveis. Economistas engenheirados ou vice-versa, financeiros de tecnologia de ponta, juristas alcandorados a gestores MBA, fiscalistas em regime offshore, egrégios sociólogos armados em tudólogos, diplomatas em fim de carreira e reformados pró-activos e sobretudo pró-influentes. Os lugares são multifuncionais e, como agora sói dizer-se, customizados. Quer dizer, às vezes não são as pessoas para os cargos, antes são os… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

4 de Fevereiro de 2018, 14:23

Por

Dois bancos, dois problemas

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Deutsche Bank divulgaram na sexta-feira os resultados relativos a 2017. O desempenho da CGD em 2017 foi bom, como se depreende de vários indicadores. Os resultados antes de provisões, imparidades e impostos aumentam 207,6% entre 2016 e 2017. O crédito malparado diminuiu de 15,8% para 12,1% do total do crédito, uma redução de 2,7 mil milhões de euros, com a cobertura do crédito malparado por imparidades a subir de 52,7% para 57,2%… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo