Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Dezembro 2017

Ricardo Cabral

31 de Dezembro de 2017, 12:08

Por

Aguardemos pelo presente do Dia de Reis

A síntese de execução orçamental de Dezembro, com dados até Novembro, revela que as contas públicas estão a evoluir muito bem. O surpreendente, neste contexto, é que a previsão do Governo para o défice público se tenha alterado tão pouco: da previsão inicial de 1,6% do PIB, de Outubro de 2016, para a actual “inferior a 1,3% do PIB”. Como já referido num “post” anterior, é bom comparar a execução das contas públicas em 2017 com os objectivos definidos no Orçamento do Estado daquele… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

28 de Dezembro de 2017, 10:27

Por

É fartar, camaradagem!

Entre o Advento e a Epifania, há festa. Não só na “aldeia”, mas, este ano, também no Parlamento, com os partidos a fazerem de colectivo de Reis Magos, oferecendo-se uns aos outros não mirra, nem incenso, mas generosas e endogâmicas leis. Para tal, mãos à obra e, de mansinho e caladinhos, em jeito de Consoada plenária, os partidos aprovaram legislação vertida em quase 80 páginas, alterando quatro importantes leis orgânicas relativas ao seu financiamento, contas e controlo. Partindo da necessidade… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

27 de Dezembro de 2017, 08:00

Por

O fim da linha para a zona euro?

Finalmente, após um longo período de estagnação, a zona euro está a crescer e os fantasmas da crise parecem pertencer ao passado. Mas, na realidade, sopram nuvens negras sobre o futuro da zona euro como se deduz das reformas propostas que estão em cima da mesa. Donald Tusk, o polaco que é presidente do Conselho Europeu – conselho de chefes de Estado e de Governo da União Europeia – “deu um recado” sobre o que o Conselho Europeu espera do… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

25 de Dezembro de 2017, 08:51

Por

A palavra de 2017 (onde falta … turismo)

Está a terminar o período da eleição da “palavra do ano”, iniciativa da Porto Editora desde 2009. As dez palavras escolhidas para este ano foram afecto, cativação, crescimento, desertificação, floresta, gentrificação, incêndios, independentista, peregrino e vencedor. Acho que deveria ter estado na lista uma outra: turismo. Por razões óbvias e que são anteriores à escolha de Portugal, Lisboa e Madeira como os melhores locais de turismo no Mundo. As palavras seleccionadas são comuns, se exceptuarmos gentrificação. Este vocábulo (mais um… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

24 de Dezembro de 2017, 12:00

Por

Presente de Natal

O Primeiro Ministro na sequência dos dados do INE – segundo os quais o saldo das contas públicas registou um excedente de +2,6% do PIB, no terceiro trimestre, e um valor acumulado até Setembro de -0,3% do PIB –  presenteou o Presidente da República com a perspectiva de um défice público inferior a 1,3% do PIB em 2017. O Presidente, ao promulgar o OE2018, respondeu de forma, diga-se, pouco branda, com várias “exigências”, sendo a mais significativa que qualquer folga  orçamental fosse… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

22 de Dezembro de 2017, 11:07

Por

Em tempo de guerra, não se limpam as armas?

Os factos são muito teimosos. As eleições na Catalunha deram uma maioria confortável aos partidos cujos dirigentes estão presos ou fora do país, mesmo depois de uma vaga repressiva com a convocação de milhares de guardas civis para impedirem um referendo, a dissolução das autoridades eleitas, a prisão de responsáveis de associações e de governantes e a proibição de, sendo candidatos, participarem na campanha eleitoral. Esse resultado é impressionante e demonstra que o desafio catalão beneficiou de Rajoy. Esperava Rajoy,… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo