Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Agosto 2017

António Bagão Félix

24 de Agosto de 2017, 08:58

Por

Tolerância, fanatismo e indiferença

Perante actos bárbaros de terrorismo, sempre se coloca a questão, jamais resolvida, dos limites da tolerância, ou de outro modo, da fronteira entre tolerância e intolerância. A tolerância é fundamentalmente a expressão da aceitação da diferença face a uma determinada regra moral, religiosa, cultural, social. Com a mistura de diferentes (para não dizer opostas) concepções de vida em sociedade, a primeira condição necessária, ainda que insuficiente, para uma tolerância sadia é a de, pacificamente, se concordar em discordar. O principal… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

23 de Agosto de 2017, 09:51

Por

A dívida pública sobe sobe…

Apesar do défice público mais baixo da história da democracia, a dívida pública (na óptica de Maastricht) continua a subir, atingindo em Junho de 2017, de acordo com o Banco de Portugal (BdP), 249,1 mil milhões de euros, que o BdP estima represente 132,4% do PIB (130,3% do PIB em Dezembro de 2016). Um aumento da dívida pública de 8 mil milhões de euros. O que se passa? Primeiro, os depósitos da Administração Central (AC) continuam a subir, aumentando de… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

22 de Agosto de 2017, 01:10

Por

O gambozino da maioria absoluta

Que há quem garanta que os gambozinos existem, é ponto assente; mas que nunca foi caçado tal bicho, parece mais do que certo. Descontando as inquietações popperianas sobre a dificuldade de refutar a primeira hipótese, resta o problema maior para os duvidantes: devemos caçar gambozinos na presunção de que existem ou de que não existem? A questão complica-se ainda mais para quem sustenta que a inexistência de provas documentadas sobre alguma aparição do animal sugere que se trate de uma… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

21 de Agosto de 2017, 08:19

Por

As árvores (nem sempre) morrem de pé

Depois da tragédia no Funchal, o passa-culpas. O costume. Antes de tragédias quase anunciadas, o “queixa-andar”. Também o costume. No meio, conferências de imprensa para defesa própria. Ainda o costume. A saga do debate entre o “nada fazia prever”, o “já havia relatórios” ou, ainda, o “estava prevista a intervenção, mas não havia dinheiro” (entre fontanários e rotundas). Assim vamos andando, até que a erosão da memória quase tudo anestesie e pouco se aprenda. Na tragédia humana do Funchal, discute-se,… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

20 de Agosto de 2017, 13:38

Por

Pagar menos pela dívida pública é mais um passo na direcção certa

Na última quarta-feira, o IGCP realizou um leilão de Bilhetes do Tesouro (BTs) que correu particularmente bem. O Estado conseguiu financiar 1000 milhões euros de dívida pública a 3 e 11 meses, a uma taxa de juro negativa média de -0,305%. Ou seja, os credores revelam que estão dispostos a pagar à República Portuguesa, o equivalente a 3,05 milhões euros por ano, para emprestar 1000 milhões de euros ao Estado Português. Na prática, o montante que o Estado receberá destes… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

19 de Agosto de 2017, 09:03

Por

Ó faxavor, juros baratinhos

Mensagem no telemóvel. “Sr. fulano, transfira mil euros para a sua conta à ordem, sem juros, um ano (TAN de 0%). Acresce comissão de 59 euros na primeira mensalidade. Ligue o número tal, prima 2 e fale com um consultor de crédito. TAEG 17,5% para um limite de cinco mil euros”. Percebeu? Não é para perceber, mas o juro são 17,5%. Toca o telemóvel. “Está? É o sr. fulano? Daqui fala João Silva, da agência financeira Tudobom, queria falar-lhe do… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo