Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Junho 2016

Ricardo Cabral

26 de Junho de 2016, 16:08

Por

CGD: Não há duas sem três … ou quatro …, não há alternativas … e outros estereótipos …

O Ministro das Finanças passará à História como o ministro de Portugal que mais dinheiro “gastou” ou propôs-se “gastar” [1] nos seus primeiros 7 meses em funções: um montante de dinheiros públicos e privados de mais de 11 mil milhões de euros só com o Banif, o Novo Banco e agora a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Será que não se entendeu que a “coisa” com o Banif e Novo Banco correu mesmo muito mal? Não estando em causa a… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

24 de Junho de 2016, 10:41

Por

28 menos 1(RU) não é o mesmo que 27

O meu palpite de quarta-feira estava errado.  Veio a acontecer o costume em consultas ao povo britânico. As últimas sondagens estavam erradas. Mesmo assim, os primeiros comentários teimaram em aceitá-las como ciência certa e as pesquisas feitas por instituições financeiras alimentaram o pequeno surto de febre altista da libra esterlina que chegou ao pico de 1,5 USD. A primeira saída que se impõe no Reino de Sua Majestade é, pois, a das instituições de sondagens. Com justa causa. Quando se… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

24 de Junho de 2016, 08:30

Por

O voto a favor da saída da União Europeia

Apesar das sondagens, nunca pensei que o voto a favor da saída ganhasse. Mas ganhou e é surpreendente por várias razões: – inspira sempre mais receio o diabo que se desconhece, do que o diabo que se conhece. Por conseguinte, os britânicos não tiveram medo do desconhecido. Em contraste com o medo de saída do euro da Grécia ou de Portugal, o voto a favor da saída revela a coragem desse povo; – as consequências económicas no curto prazo serão… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

24 de Junho de 2016, 06:33

Por

A União Europeia é um projecto falhado

Enganei-me na previsão sobre o resultado do referendo, pois admiti que a morte de Jo Cox tinha invertido as emoções que concluiriam uma campanha povoada de demagogia contra os imigrantes (dos dois lados, dos chefes do Brexit sugerindo a xenofobia e dos chefes do Remain negociando com Bruxelas a restrição dos direitos dos cidadãos europeus imigrados no Reino Unido). Agora, contados os votos, só se pode concluir que, no argumento e na preparação para o futuro, o Reino Unido não… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

23 de Junho de 2016, 12:34

Por

Permaneço se sair? Ou saio para ficar?

Hoje é o dia decisivo do referendo no Reino Unido. Ontem no telejornal da estação pública, verificou-se uma situação algo caricata. João Adelino Faria, o apresentador do noticiário, referiu (e bem) que a opção era entre “ficar” ou “sair”. Ao mesmo tempo que o dizia, um impositivo e farto ecrã ao fundo mostrava-nos que, afinal, a alternativa de voto seria entre “ficar” e “permanecer”. Novidade na nossa língua? “Permanecer” e “ficar” são antónimos? Um lapso, obviamente, mas tão escusado e… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

22 de Junho de 2016, 12:52

Por

Reino Unido: mais medo do conhecido ou do desconhecido?

Amanhã vota-se no referendo britânico. É minha intuição que o “Remain” vai vencer com alguma margem. Faz parte da tradição britânica o desastre das sondagens. Tivemos o exemplo das últimas eleições gerais (ainda que aqui com a justificação do sistema eleitoral maioritário) e, sobretudo, do referendo sobre a Escócia em 2014. Por outro lado, os “indecisos” acabam maioritariamente por votar naquilo que entendem como menos arriscado. Esta campanha foi globalmente fantasiosa, sobretudo quando falamos dos partidos tradicionais do poder. Embora… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo