Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

António Bagão Félix

15 de Setembro de 2015, 08:41

Por

O xadrez socialista

xadrezAlexis Tsipras, líder da coligação da esquerda radical (creio que é, literalmente, o que quer dizer, em grego, o acrónimo Syriza), é agora e depois do choque com a realidade e a permanente ameaça do poder europeu, um manso e domesticado social-democrata, à moda de Bruxelas.

Jeremy Corbyn, o agora eleito líder do Partido Trabalhista da Grã-Bretanha, com larga maioria, é o novo ídolo da esquerda radical grega que resultou do cisma no seio do Syriza. Por cá, o BE distancia-se, também, do Syriza grego, para olhar com entusiasmo para o “Syriza britânico” de J. Corbyn…

E o Partido Socialista? De sintonias e afinidades rápidas, primeiro foi a precipitada esperança depositada no insonso e ziguezagueante Hollande em França, que quase “sem saber ler e escrever” chegou ao Eliseu. Depois, foi Matteo Renzi o jovem chefe do governo italiano, depressa esquecido. Por fim, no calor do entusiasmo grego, não disfarçou a simpatia pelo Syriza. Mas agora que o seu homólogo britânico (Labour), virou à esquerda, o PS faz-se mais ou menos distraído…Onde ficamos, afinal?

Um verdadeiro e polémico xadrez na área socialista. Uns a fazer de peões, outros com saltos de cavalo mal medidos, outros ainda contra torres internas e europeias, onde não há rei nem roque, mas há, amada ou odiada, uma rainha alemã.

Comentários

  1. O meu texto foi sobre a esquerda a propósito da mudança em Inglaterra. Na direita também há “sintonias e afinidades rápidas”, mas não me parece que seja com o Dr. Orbán.

  2. Caro Dr Bagão Félix,
    A existência e predominância da Rainha não invalida de todo que neste nosso tabuleiro que é a Europa a resposta às crises resulte num lamentável sem Rei nem Roque.

    E se quiser ser justo, como sei que o é, faça igualmente um exercício de análise das “sintonias e afinidades rápidas” das várias direitas europeias. Pode começar pelo Dr Orbán.

    Melhores cumprimentos,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Tópicos

Pesquisa

Arquivo