Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Junho 2015

Francisco Louçã

27 de Junho de 2015, 10:44

Por

Xeque mate à dívida e à chantagem

Tsipras anunciou um referendo dentro de uma semana (uma semana! em Portugal poderia demorar mais de um ano) sobre o ultimato das autoridades europeias. Trouxe para o debate político e para a decisão democrática a questão fundamental: ou a Grécia ou a austeridade. É uma escolha de grande dignidade e de grande força. Era o que era preciso para vencer o impasse. Aleluia. Durante a semana, o governo grego propôs cedências significativas. E foi-lhe exigido um plano desesperado de recessão,… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

26 de Junho de 2015, 08:50

Por

Os programas dos partidos de esquerda: o Livre

Prosseguindo no comentário dos programas dos partidos de esquerda, dedico-me hoje ao Livre. Não é fácil fazê-lo porque, ao que se lê na imprensa e no seu próprio site, o partido Livre, que já aprovou os seus candidatos (mas escolheu não revelar os resultados dos votos em cada um), ainda não reuniu o seu congresso ou conferência para definir um programa eleitoral. Tem no entanto documentos anteriores, que já discuti aqui, e publicou mais recentemente umas “Linhas Programáticas” e um… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

26 de Junho de 2015, 00:25

Por

A segurança da ignorância

Os alemães recorrem com frequência a um provérbio para caracterizar alguns dos seus líderes (e não só):“Sicheres Auftreten bei totaler Ahnungslosigkeit” A tradução quase literal, mas insatisfatória, é “presença segura embora na mais completa ignorância”. Este provérbio popular tem fundamento. Não nos podemos esquecer dos dois gigantescos desastres históricos que se abateram sobre o povo alemão e sobre os povos da Europa e do resto do Mundo no século XX, em consequência de líderes que “irradiavam confiança” mas que, além… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

25 de Junho de 2015, 12:15

Por

Os programas dos partidos de esquerda: o Bloco

Como o fiz ontem em relação ao PCP, um comentário breve ao programa do Bloco, facilitado pelo facto de que, ao contrário dos outros partidos de esquerda, este já fez o seu trabalho de casa e concluído a elaboração do seu programa em conferência nacional. Portanto, posso comentar um texto final. Começo pelos pontos mais fortes (na minha opinião). São sobretudo dois: uma alternativa à austeridade e ao plano do PS e a concretização de algumas das propostas mais importantes… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

25 de Junho de 2015, 08:08

Por

Laudato si

A primeira encíclica do Papa Francisco “Laudato si” (Louvado Sejas) aprofunda a doutrina social da Igreja sobre “o cuidado da casa comum” e sobre o que chama “uma ecologia integral”, ou seja ambiental, económica, social, cultural, da vida quotidiano e de justiça intergeracional. Logo nas primeiras palavras, o Papa nos alerta para uma lógica de crescimento como se fôssemos ”proprietários e dominadores, autorizados a saquear” os bens do planeta. E lembra o ecologista São Francisco de Assis: “Nele se nota… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

24 de Junho de 2015, 14:11

Por

Os programas dos partidos de esquerda: o PCP

Quando na SicN e aqui no PÚBLICO fiz um inventário do que me parecem ser os pontos fortes e fracos do programa do centro, alguns conhecidos vieram criticar-me: como é que admites que haja pontos interessantes no programa do PS? Pois é que há e listei alguns (prazos para o Tribunal Constitucional, por exemplo). Se é certo que isso não muda o curso que esse programa propõe para Portugal nem altera os seus pontos mais polémicos, é também certo – ou… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo