Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Dezembro 2014

António Bagão Félix

24 de Dezembro de 2014, 09:28

Por

Ser criança no Natal

Há uma frase de Miguel Torga que, para mim, adquire ainda mais significado no período natalício: “Não desisto de ser criança. É o que me vale”. Porque o Natal transporta na memória de adulto o imaginário infantil feito de sonho, afecto, idealismo, mansidão. Porque o Natal tem uma incomparável magia que advém (e não desaparece) do espírito de criança. Natal em que definitivamente o melhor não é tanto a data, mas a atmosfera dos dias que o antecedem, porque o… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

23 de Dezembro de 2014, 22:43

Por

Os programas de governo

O mais tardar em Outubro de 2015 os portugueses vão eleger o próximo governo. Um desafio importante aos partidos que concorrem nessas eleições é definir o programa de governo. Tal missão – sobretudo a definição de medidas de política económica – não é fácil. Afigura-se que um dos problemas é, naturalmente, a existência de muitas solicitações e ideias em diferentes áreas. Tipicamente as ideias e propostas não são suficientemente aprofundadas, desconhecendo-se o seu impacto. E, além disso, dificilmente um governo… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

23 de Dezembro de 2014, 15:11

Por

O Natal dispensável (II)

Montanhas de emails. Pacotes de sms. Assim vai sendo o Natal em versão high-tech. Este ano, por certo, acompanhado de selfies do Pai Natal. Tudo para gáudio das operadoras de comunicação que, no início do novo ano, anunciam orgulhosamente o tráfego de milhões de votos virtuais dos devotos tecnológicos. É assim o Natal impositivo que quase anula o tempo e o espaço para se olhar o outro, olhos nos olhos. Um Natal que passa sem se passar. Como nas fotografias… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

23 de Dezembro de 2014, 08:59

Por

A famosa protuberância na estátua do nosso ídolo

Preferindo ser homenageado em vida, uma sugestão que nunca poderia cair em orelhas moucas, Cristiano Ronaldo inaugurou este fim de semana a sua própria estátua no Funchal. As multidões aplaudiram, os turistas apreciaram, o governo regional e as autoridades do futebol inclinaram-se perante o ídolo, houve directos, consagração maior no espaço mediático que é a nossa república, e o futebolista reconheceu com simplicidade que “a estátua é mais bonita do que eu”. Ricardo Veloza, o escultor, tem feito carreira como medalhista,… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

22 de Dezembro de 2014, 15:48

Por

O Natal dispensável (I)

Observo o afogadilho humano num qualquer centro comercial. Pessoas munidas de cábulas mergulham na compulsiva prática natalícia de comprar coisas e fazer lançamentos na contabilidade (de partidas dobradas) das prendas. Não sabem ao que vão, transportam o que compram com o peso do vácuo, destilam litros de ansiedade. Há quem, na posição de adiantário, compre antes para não pensar depois, mas, a maioria retardatária deixa para o limite do calendário oficial o encargo do que se vai comprar já na… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

22 de Dezembro de 2014, 09:16

Por

Notícias da violência nas ruas dos Estados Unidos

Dois polícias assassinados no seu carro patrulha em Nova Iorque. Mais um tiroteio numa universidade. A justiça decidiu não processar um polícia que estrangulou um homem. Um miúdo foi assassinado por um polícia que pensou que a pistola de plástico era a sério. São notícias dos Estados Unidos e nenhuma nos surpreende. Os Estados Unidos são o país com mais armas em circulação em mãos privadas: as estatísticas dizem 283 milhões, mas bem podem ser 300 milhões. Todos os anos,… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo