Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

António Bagão Félix

29 de Agosto de 2014, 12:00

Por

Não havia dividendos, mas divididos

Machado de AssisO grande escritor brasileiro Machado de Assis, autor de obras notáveis como Dom Casmurro, Quincas Borba e Memórias Póstumas de Brás Cubas, foi também um cronista tão lúcido quanto corrosivo. O livro “A economia em Machado de Assis” juntou muitos dos seus textos produzidos entre 1883 e 1900. Uma colectânea deliciosa, curiosamente actual e que tem como subtítulo “o olhar oblíquo do accionista”. Vale a pena deleitarmo-nos com a sua leitura.

Ora, uma das suas crónicas (de 11 de Dezembro de 1892) intitulava-se premonitoriamente “Não havia dividendos, mas divididos”.

Eis uma tão breve quanto eloquente asserção para o que se passou em Portugal, 121 anos depois, no até há pouco tempo império económico GES/BES. Apenas acrescentaria agora: não havia dividendos, mas divididos. E terá que haver contribuintes?

 

Comentários

  1. É evidente que os escravos dançam sempre , tal como Machado de Assis dizia….. e o Sr Dr Bagão Felix
    lembrou !

    1. na família sempre se tirou na rifa… De qual delas .. dançava melhor
      a roda da fortuna é que foi outra.. a situação é agora fatal

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Tópicos

Pesquisa

Arquivo