A importância de cada um de nós no mundo

Só por existirmos já somos importantes. É isso que Christian Robinson quer mostrar às crianças. Todos contamos, todos somos importantes, todos valemos. “Uma coisa mínima que mal se vê”; “quem apanha a onda ou quem nada contra a maré”; “o último a ir e o primeiro a chegar”. Todos. Não importa o tamanho, a proveniência, […]






Aprender a esperar e a contemplar

Um livro sobre a paciência e a impaciência. Para Miyuki é urgente que uma pequena flor do seu jardim, ainda em botão, se abra e floresça. No primeiro dia de Primavera, a pequena Miyuki acordou de madrugada, percorreu descalça as áleas do jardim e foi ter com o avô, apressada: “— Levanta-te Avô, levanta-te! O dia despertou […]






Os fardos que Adjoa transportou à cabeça

Adjoa viveu a infância a escutar uma e outra vez o imperativo: “Endireita-te!” Pela voz da mãe, da avó, das tias. Logo no arranque do livro ficamos a saber porquê. “Aqui, em Djougou [Benim], para que uma menininha cresça, põem-lhe coisas na cabeça. Coisas que ela não pode deixar cair e que tem de erguer […]






Gonçalo Viana vira o mundo do avesso

A história começa com uma interrogação: “Era uma vez dois amigos, um cão cor-de-laranja, um papagaio vermelho e uma árvore… branca?” E segue com um protesto e uma decisão: “Esqueceram-se de pintar a árvore! Este livro está estragado. O melhor é devolvê-lo.” Aconselhamos a que não o faça e que mergulhe, sem ideias feitas, no […]






Oliver Jeffers dá as boas-vindas ao filho

Mais um livro que espelha a delicadeza e talento de Oliver Jeffers, autor de O Incrível Rapaz Que Comia Livros, O Coração e a Garrafa, Perdido e Achado, entre outros. Nesta obra, a sensibilidade avoluma-se porque foi pensada e criada para o filho do autor, como se explica antes de entrarmos com um olhar renovado […]






As bicicletas são os automóveis dos poetas

Um texto poético, bem-humorado e que foi publicado pela primeira vez em 1971, pelo autor surrealista António José Forte (1931-1988). A primeira edição que se nos deparou datava de 2001, com capa e desenhos da sua mulher, Aldina Costa, numa edição bonita e cuidada da Parceria A. M. Pereira. Logo ali nos rendemos ao ritmo, […]






Pierre Pratt emprestou-nos a voz (e o sotaque)…

… em mais um Livro para Escutar do Letra pequena. O autor esteve no estúdio do Público a ler Boa Noite! “O Sr. Silva chega sempre a casa ao final do dia. Vem cansado. Mora mesmo no cimo de um prédio com 96 andares”, lê-se no início do livro, ao mesmo tempo que se mostra o […]






Famílias trocadas

Duas famílias, ambas com quatro filhos, percebem que um deles é muito diferente dos irmãos. A educação que receberam não impediu no entanto (nem permitiu totalmente) que cada um revelasse a sua própria natureza. A dada altura fica a saber-se que houve uma troca entre um dos elementos de cada agregado. E agora? Devolve-se a […]






Mais um Livro para Escutar (aqui há gato…)

Rui Lopes e Renata Bueno foram ao estúdio do PÚBLICO ler para nós o livro Aqui Há Gato!. O registo foi feito por Frederico Batista. (E ficou muito giro.) Obrigada a todos. Para conhecer outros trabalhos da ilustradora brasileira que escolheu viver em Portugal, este é o caminho.






Um rei chato e uma revolução

Havia um rei muito chato. Fazia sempre tudo da mesma maneira. “Convém avisar que um rei pode ser lei. (É só trocar o R pelo L.)”, escreve-se logo no início. Segue-se a descrição de algumas rotinas de el-rei Dom Chato. “Calçava sempre a bota direita antes de calçar a esquerda. Penteava-se sempre à mesma hora, […]






Uma amizade aquática…

Acreditar que este é um livro de estreia de uma ilustradora não é fácil. Pelo desenho, pela síntese, pelo talento. Aquário não tem palavras, mas tem sentido e emoção. A prova de como uma ideia simples consegue chegar ao leitor mais ou menos jovem sem precisar de grandes artifícios. Da observação das imagens, cada um […]






No rasto de Moby Dick

Quem é que nunca ouviu falar de Moby Dick? Mesmo se não leu a obra de Herman Melville, que viria a tornar-se um clássico, certamente “tropeçou” na baleia branca que se revoltou contra os baleeiros e apaixonou tantos leitores de muitas idades e geografias. Agora, é tempo de dar a conhecer aos mais novos que […]






Desculpas para chegar atrasado

Depois de Não Fiz os Trabalhos de Casa Porque… é agora a vez de a criança se justificar por ter chegado atrasada à escola. E continua a ser “vítima” de grandes contratempos, desde formigas gigantes que lhe comem o pequeno-almoço, ninjas ferozes que a impedem de chegar à paragem, um gorila colossal que “confundiu o […]






Em defesa da floresta (e de todos nós)

Quem não gosta de uma boa festa, em que se possa dançar com alegria? Até os animas da floresta dançam merengue e salsa. Mais ainda se no final houver bolo de chocolate. Foi o que fizeram assim que descobriram uma cartaz a anunciar isso mesmo: “Festa!” Não esperavam era que, no regresso a casa, a […]






Baltasar regressou a casa

Quando o talentoso violinista Baltasar conheceu a liberdade, partiu rumo a casa, embora de início não o soubesse. Falamos de um urso que foi libertado do circo onde, por ser considerado o melhor intérprete do mundo naquele instrumento, era tratado como Baltasar, o Grande! “Disse adeus aos velhos amigos, visitou novos lugares. E fez novos […]