Em Zagreb

Aos sábados os habitantes de Zagreb (os zagrebinos?) saem para os cafés e ficam horas a conversar. Zagreb é uma cidade que se vê, a sua parte principal, pelo menos, e por fora, em dois dias. Não é que não nos possamos demorar nos detalhes dos edifícios, ou não possamos hesitar no que comprar e […]






fora d`horas

  A cozinha nos restaurantes em Portugal, já se sabe, tem regras bem definidas e arruma os tachos ali por volta da hora do Vitinho. Uma das coisas que me surpreende sempre que passo a fronteira para outras capitais é a possibilidade de comer quase a qualquer hora e num leque variado de opções. Entrei […]






fraldário

Também pode medir-se o grau de desenvolvimento de um país pelo número de casas-de-banho para homens com muda fraldas instalado? Pode, acho eu. Este verde alface da casa-de-banho do CaixaForum de Madrid é capaz de ofuscar um bocadinho, mas que não lhe falta nada lá isso não.






Para lá das nuvens

Nas últimas duas semanas fui duas vezes a França. Mas, ao contrário do Luisinho, que só queria ir passear, desde manhã até ao deitar, os dias foram feitos de transbordos entre comboios e aviões, dias inteiros sem almoço, espectáculos para mais tarde escrever para os suplementos do jornal e corridas atrás de corridas. O Luisinho […]