Entre o fogo e a água

O caminho não é longo entre Saint-Lary e Ancizan onde vamos provar uma das especialidades doces desta zona dos Pirenéus. Le Gâteau à la Broche é o nome deste bolo que se faz de uma massa com ovos, manteiga, açúcar, farinha, baunilha natural e rum que vai sendo vertida sobre uma espécie de espeto revestido […]






Chuva em vez de neve

O nevão nocturno virou chuva matinal. Todos nos dizem que “à l’ haut” não está bom para esquiar. Mas nós tentamos, na companhia de Manu, guia do turismo local. Apanhamos o teleférico no centro da vila até ao ponto mais baixo a estação de Saint-Lary, 1700 metros no Pla d’Adet. Tem zona residencial (La Cabane […]






Cai a neve sobre a «estrela dos Pirenéus»

Chegamos a Toulouse e está frio. Chegamos à montanha e está menos frio. Ainda que a neve esteja por todo o lado e em quantidade generosa, a fazer-se repousar em vários centímetros que constroem muros na beira da estrada. Custou 1h30 até termos a neve que esperávamos nesta visita aos Pirenéus franceses, depois de recearmos […]






Em Paris (III)

Já passava das 20h, a fila prometia mais 30 a 45 minutos de espera. Tem sido assim desde 24 de Novembro e será assim até 25 de Março, por certo, já que a expoisção Dalí, que o Centre Georges Pompidou dedica ao artista espanhol, tem sido um sucesso de público. Já há 30 anos, estava […]






Em Paris (II)

Os franceses não gostaram do filme, diziam que os expunha demasiado a uma nostalgia, a uma espécie de paragem no tempo que em muito justificava porque podem os franceses, e os parisienses em particular, perder horas a discutir o nada. Contudo, Woody Allen tinha razão quando em Midnight in Paris disse que Paris era uma […]






Em Paris…

Parece que nunca se sai de Paris. Eis-me, de novo, depois de uma semana feita entre Amsterdão e Estrasburgo para ver espectáculos (textos entretanto publicados na edição diária) e, no caso da capital holandesa, para conhecer, pela primeira vez a cidade e sobre ela escrever para o Fugas, em breve (posts sobre estas duas cidades […]






Em Paris

De tantas foram já as vezes – e tantas serão ainda – em que estive em Paris que me esqueço que se trata de uma viagem. É tão “lá de casa”, como soi dizer-se, que ir ver um filme no Mk2 Beaubourg no domingo à tarde, almoçar no Café Mistral, na Place du Châtelet, ir à Mona […]






Hyères fora de horas

Em Hyères há uma hora e um dia em que as lojas estão abertas, mas nenhuns clientes. Hyères é uma vila medieval encavalitada num penhasco sobranceiro a uma península pantanosa e três ilhas paradisíacas, que estão entre os sítios mais populares da Côte D’Azur. Já Hyeres é menos turística e por isso tem mercearias, peixarias […]






A igreja-máquina do tempo de Marselha

A igreja à beira do Vieux Port de Marselha é dedicada a Saint Ferréol. O edifício neoclássico de meados do século XIX resulta fotogénico, naquele enquadramento de praça monumental à beira-mar, mesmo se não se afigura especialmente brilhante do ponto de vista arquitectónico. Mais interessante, ou pelo menos invulgares são os estabelecimentos incrustados, um de […]






Mulheres a sério é em Marselha

A minha guia já deve andar nos quarenta e muitos anos. Mas é alta, loura e está mais do que bem conservada. Andamos a calcorrear as ruelas estreitas do Panier, a Alfama de Marselha, mas apesar de ela estar acompanhada (e, na verdade, fazermos um bonito casal faz-de-conta), os homens sentados nas esplanadas dos cafés […]