A loja que tem o Natal lá dentro

fotografia 1Deixem-me falar-vos de uma loja. Não é uma loja qualquer. Bem, é um daqueles sítios que só vendo para crer. Mas arriscamos aqui uma pequena descrição.

A loja chama-se Käte Wohlfahrt e pode parecer um bocado estúpida se dissermos que se dedica a vender exclusivamente decorações natalícias e que o faz o ano inteiro. Sim, o ano inteiro. Sim, em pleno Agosto pode entrar na loja e comprar um Pai Natal para pendurar na árvore ou um quebra-nozes fardado ou um anjo de vidro.

Mas, entre na Käte Wohlfahrt e descubra que ela não tem nada de estúpido. Para dizer a verdade (e isto só se aplica a quem gosta do Natal) é um mundo de encantar. A primeira vez que entrei numa destas lojas foi na aldeia de Riquewihr, na Alsácia francesa. Um paraíso natalício de dois pisos em pleno mês de Agosto. Agora, descobri a casa-mãe, em Rothenburg ob der Tauber (Rotemburgo sobre o rio Tauber), na Baviera alemã.

fotografia 3 jOs curtos lanços de escadas que atravessam toda a loja impedem-me de arriscar dizer quantos piso tem. Mas, lá dentro, cabem mais de 30 mil ornamentos para as árvores, presépios, caixas de música, porta-velas, quebra-nozes ou bonecos de incenso. Em vidro, madeira ou metal. E entre eles há uma enorme variedade de produtos exclusivos da marca, esculpidos e pintados à mão (sim, os preços não são os mais baratos que vai encontrar no mercado). Dizia eu que lá dentro cabem milhares de produtos para venda, cabe uma aldeia de Natal que procura recriar uma típica aldeia nevada da Baviera, cabe uma árvore de Natal com 3,5 metros e uma pirâmide de Natal (uma decoração tipicamente alemã) com 5,5 metros. E cabe também o Museu de Natal, onde decorações do século XIX e XX nos mostram que, afinal, o Natal há duzentos anos não era assim tão diferente do nosso.

Este ano, a loja está a celebrar 50 anos e continua a ser um verdadeiro íman para todos os que gostam o Natal. Em qualquer altura do ano. O espaço começou a desenhar-se em 1963, quando Wilhelm Wohlfahrt, um funcionário da IBM em Estugarda, convidou a família de um colega norte-americano para passar o Natal lá em casa. Os americanos apaixonaram-se por uma caixa de música em madeira que os Wohlfahrt tinham levado para Estugarda, da região de Erzgebirge, na então Alemanha do Leste.

fotografia 4dWilhelm prometeu tentar encontrar uma outra peça idêntica para oferecer ao colega, como prenda tardia de Natal, mas a tarefa não foi fácil. Quando, finalmente, encontrou o que queria, o artesão disse-lhe que, sim, lhe venderia a caixa, mas que tinha dez iguais e que só vendia o conjunto.

O alemão não quis deixar de quebrar a promessa ao amigo americano e comprou as dez caixas de música. Sem saber o que fazer às nove que lhe sobravam, decidiu – a conselho do amigo – tentar vendê-las a outros americanos que viviam na cidade. Estava prestes a vender a 3.ª, tocando à porta de um potencial comprador, quando foi levado para uma esquadra, por venda ilegal. Por coincidência, várias esposas de oficiais da polícia estavam na esquadra, a preparar um bazar e, ao ouvir o motivo pelo qual Wilhelm fora detido, convidaram-no a participar na venda natalícia. Felicita Höptner, a funcionária da loja que nos contou esta história, sorri e diz que o velho patrão “estava no sítio certo, na hora certa”.

Começava assim a tradição natalícia dos Wohlfhart e como Wilhelm, funcionário da IBM, estava impedido, pela empresa, de abrir um negócio, contornou o assunto dando à loja o nome da esposa.

fotografia 3 eHoje, a Käte Wohlfahrt ainda é gerida pela família e está aberta em várias cidades alemãs, assim como em Bruges, na Bélgica, e em Riquewihr, França. É uma loja especial, para onde só se deve ir de duas maneiras: ou com os bolsos muito cheios, para poder comprar os produtos artesanais que lhe apetece, ou com os bolsos completamente vazios, para apreciar apenas a atmosfera e não ficar com pena de não poder comprar tudo o que queria.

Patrí­cia Car­va­lho viaja a con­vite do Turismo da Alemanha

fotografia 3cfotografia 2b fotografia 3

 

Esta entrada foi publicada em Alemanha com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2014/12/05/a-loja-que-tem-o-natal-la-dentro/" title="Endereço para A loja que tem o Natal lá dentro" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>