Um cheirinho de La Boqueria

Barcelona, La Boqueria

Se há um paraíso gastronómico na terra, ele fica mesmo a meio da rua mais conhecida e badalada de Barcelona, La Rambla. Pode faltar tempo para tudo, mas uma visita à capital da Catalunha não pode acabar sem passar pelo Mercado de La Boqueria. É meter por entre a multidão e ir atrás dos cheiros e das cores vibrantes. E deixar crescer água na boca.

Barcelona, La Boqueria

A alma de Barcelona está ali à vista de todos, exposta em mais de 270 bancas. O nome, La Boqueria, vem de “boc”, a palavra catalã para bode, a carne mais vendida no mercado ao ar livre que começou por funcionar naquele local em 1217. Com o tempo foram-se juntando vendedores de outros produtos (outros tipos de carne e flores) e em 1840 deu-se início à construção da cobertura, no dia de San José. As instalações foram sendo alargadas para receber, já na segunda metade do século XIX, os vendedores de fruta e de legumes. Hoje, variedade é a palavra de ordem naquele recinto de 2500 metros quadrados.

Quem chega pela primeira vez a La Boqueria entra num universo de cores e cheiros que abrem o apetite.  Para quem entra pela Rambla, como nós, a primeira prova é passar pela secção de frutos sem ceder aos copos de fruta fresca, alguma exótica, por dois euros. Os sumos frescos, a um euro, ficam prontos na hora. Falhar esta prova não é grave, pelo contrário, mas os desafios continuam pelas bancas dos turrones e caramelos, dos frutos secos, dos queijos e dos presuntos tão típicos das tapas espanholas. Nas bancas, impecavelmente arrumadas, há quem venda ovos, vegetais, carne de caça, peixe e marisco, especiarias, conservas, e até algumas iguarias para os mais corajosos, como rabos de escorpião. Também se vende artesanato.

Há ordem no meio do caos. Turistas e locais misturam-se nos corredores, uns apenas tiram fotografias, outros procuram a comida para o almoço, outros ainda vão picando aqui e ali as amostras que os comerciantes oferecem para prender os clientes. Os próprios proprietários dos bares de tap
as existentes no mercado abastecem-se ali e devem agradecer que os visitantes vão com tempo para se sentarem ao balcão e desfrutarem da comida autêntica espanhola. Infelizmente, não é o nosso caso.

Barcelona, La Boqueria

 

___
A Fugas visitou Barcelona a convite do Grupo Pestana

 

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>