De Lisboa a Génova em modo Preziosa: Deserto de mar

Dia de navegação.

Golfinho

Despedimo-nos – com alguma nostalgia (e até saudade) – de Casablanca às 22h00 de segunda-feira, instalados no Restaurante Galaxy e, por isso, numa posição privilegiada e com visão panorâmica. Mas nem por isso dissemos adeus imediato a Marrocos: a sua costa foi-nos acompanhando ao longo da noite (assim como uns abanões, fruto de rumarmos no sentido do Norte) para, pela manhã, já depois das oito, nos apertar contra a Península Ibérica no Estreito de Gibraltar.

Depois disso: mar, mar e mar. Um deserto de mar, por onde, tal como acontece no de areia ou de pedra, volta e meia aparece sinal de vida. Quer num qualquer ponto de luz ao longe que será certamente de outro navio-cruzeiro, quer de brincalhões golfinhos que teimaram em nos acompanhar parte da tarde de terça-feira, saltaricando sem pararem. A vontade de registar o momento leva-nos, à falta de máquina própria à mão, até a “roubar” a câmara a um colega (que gentilmente cedeu as imagens gravadas).

Golfinhos

Pelo navio dá a sensação de que apareceu gente que não se percebe muito bem de onde saiu. Os bares estão cheios; as recepções também. É o teste de fogo da tripulação: manter perto de 4000 passageiros, sem hipótese de saírem para onde quer que seja, satisfeitos.

Para a Fugas o dia começa cedo: ainda não são oito e meia quando, movidos pelo peso da promessa, tomamos a direcção do ginásio. Pelo deck, as espreguiçadeiras começam a ser dispostas à volta da piscina e, depressa, esgotam. Na piscina interior já há quem se exercite e no ginásio já se sopra e sua. Vinte minutos de caminhada depois e outros tantos em exercícios diversos, quando saímos já todo o espaço fervilha: no ginásio, pelo balcão do spa, junto ao bar (cuja carta de sumos, refira-se, é um hino à saúde; e ao bom gosto – testado e confirmado).

Por toda a embarcação as actividades multiplicam-se. Há aulas de culinária, provas de vinhos, momentos de dança, jogos… Mas ninguém se pode cansar muito. É noite de gala e a festa promete arrastar-se.

___
Carla B. Ribeiro (texto) viaja no cru­zeiro pré-inaugural do Pre­zi­osa a con­vite da MSC.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>