Mulheres a sério é em Marselha

A minha guia já deve andar nos quarenta e muitos anos. Mas é alta, loura e está mais do que bem conservada. Andamos a calcorrear as ruelas estreitas do Panier, a Alfama de Marselha, mas apesar de ela estar acompanhada (e, na verdade, fazermos um bonito casal faz-de-conta), os homens sentados nas esplanadas dos cafés não param de se meter com ela.

Nada de ofensivo, antes pelo contrário, mais o género de galanteios que os homens sentados nas esplanadas dos cafés de Argel ou Tunes costumam lançar às mulheres mais vistosas que desfilam frente às suas mesas. Uma coincidência que não admira, já que os homens sentados nas esplanadas dos cafés de Argel ou de Tunes são os mesmos que se sentam nas esplanadas de Marselha.

Às tantas não consigo mais fazer de conta que não dou por nada – talvez seja o orgulho do macho ferido a remoer – e comento que aqueles piropos são uma vergonha. Em Portugal, acrescento, davam direito a um par de estaladas, pelo menos a uma gritaria. Porquê? pergunta de volta a minha guia. Em Portugal não gostam de mulheres bonitas?

Um comentário a Mulheres a sério é em Marselha

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>