Unamuno de volta a Salamanca

Este Verão, Miguel de Unamuno (1864-1936) regressou a Salamanca, sua cidade de adopção. Ressuscitou na pele do actor Alfonso Asenjo Fernando, para um “paseo” teatralizado (gratuito) pelas principais ruas da cidade, desde a Plaza Mayor até à sua Casa Museu e à Universidade onde leccionou a maior parte da vida.

Pelo caminho, Unamuno versão 2012 desanca na família real e denuncia os seus compromissos com o franquismo, ironiza acerca dos tachos e dos desperdícios de fundos inerentes ao poder local, põe em causa a União Europeia, ou pelo menos a crescente dependência espanhola das cúpulas comunitárias, que impede a cultura do seu país de atingir a sua verdadeira vocação universal.

Eloquente, sarcástico e refinado, este Unamuno ressuscitado consegue a proeza de soar tão ou mais actual que no seu próprio tempo, além de muito mais perspicaz que muitos intelectuais e políticos do nosso tempo. Estes passeios literários em nome do seu cidadão mais famoso são uma delícia turística e uma segura mais-valia para Salamanca que, muito provavelmente para o ano que vem, quando chegar à altura de cortar nos fundos autárquicos, não se poderá dar ao luxo de os continuar a oferecer a quem passa.

Um comentário a Unamuno de volta a Salamanca

  1. Olá. Que interessante seu post é lindo Salamanca, Plaza Mayor é magnífico, faz ambiente universitário e há muitos bares de tapas. Gosto de saber mais do que o habitual, se você quiser saber mais Castilla-Leon, uma comunidade rica em património e gastronomia, ou seja, Palencia, pequena cidade acolhedora em Venta de Baños tem um muito bem colocado para ver Valladolid, Palencia, Leon, Burgos e Salamanca.
    Atenciosamente Ok Hoteles
    Visite este blog
    http://www.turismodepalencia.wordpress.com

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>