Dormindo num parque de estacionamento em Wellington

As exposições do museu Te Papa, em Wellington, são muito lúdicas e educativas. Passou por lá uma tarde, mas poderia ter por lá perdido dias inteiros.

O maior tempo que dedicou foi às “awsome forces”, as tremendas forças da natureza que estão na origem dosl vulcões, terramotos e tsunamis.

Foi também no museu Te Papa que aprendeu a minimizar os estragos numa habitação em caso de terramoto – algo que vinha a propósito sabendo que estava estacionada em cima de uma falha sísmica.

Durante a estadia na capital da Nova Zelândia, a casa da Pikitim foi um parque de estacionamento. E ela achou a casa “o máximo”. {ler mais}

___

Siga na revista Fugas os resumos semanais da viagem em família de Filipe Morato Gomes (jornalista e fotógrafo de viagens, editor do site  Alma de Viajante), Luísa Pinto (jornalista) e da filha, Inês (a Pikitim, pequena grande viajante de cinco anos). A viagem começou em Janeiro e o trio continua a dar a volta ao mundo. Publicam semanalmente na Fugas um artigo e actualizam diariamente – com textos, fotos e vídeos o Diário da Pikitim (Site | Facebook | Twitter)

Esta entrada foi publicada em Nova Zelândia com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2012/07/30/dormindo-num-parque-de-estacionamento-em-wellington/" title="Endereço para Dormindo num parque de estacionamento em Wellington" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>