Madrid (V)

Nunca foi segredo para a polícia que as mulheres que passavam horas sentadas em bancos ou encostadas a fachadas de antigos cinemas, hoje fechados, não estavam à espera de alguém. São prostitutas, “com orgullo”, grita uma delas a um carro que passa na Calle del Desengaño. “Mujeres españolas com cojones”, diz-nos uma de quem nos aproximamos. Queremos saber a idade e o nome, já a conversa vai solta e ela atira, como se nos apanhasse em falso: Menos que tu madre, pero si quieres llamarme madre… my nombre es Lady.”. O cabelo desalinhado, a roupa preta, os lábios vermelhos pintados a preceito que escondem os dentes que falham não a esmorecem. “Tenho 47 anos e há 24 que estou em Madrid. Há quantos anos estou na rua? Não temas pela minha experiência. Pagas-me 20 euros, subimos e explico-te. Chama-me Laura, se queres. Pode ser que seja o meu nome”.

2 comentários a Madrid (V)

  1. Caro Guillermo Campoamor, agradeço o seu comentário mas, na verdade, o trabalho que fiz para a Fugas, e que sai no sábado, é uma reportagem que quer passar ao largo das imagens que existem em todos os guias e que, precisamente, tornam Madrid uma cidade tão complexa. Para mim, ir visitar estes bairros é tão importante como ir a tudo o resto que qualquer guia indica. O nosso objectivo é que as pessoas descubram por si, seguindo, eventualmente, pistas que possamos dar. E pode crer que descobri muito de Madrid a partir deste bairro e das pessoas que nele encontrei. Obrigado,
    Tiago Bartolomeu Costa

    Responder
  2. Sou espanhol que atualmente estou a morar em Portugal e acho que a maior parte dos artigos de Madrid são de um Madrid mais alternativo. Eu sou do bairro de Malasaña e acho que é uma area muito original e diferente. Nesta parte do bairro Triball eu acho que não é um bom reclamo para que as pessoas visitem Madrid. Acho que nesta vez pioro a imagem que tinha do seu blog.

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>