A jukebox do metro de Nova Iorque

Andar no metro de NY é, para mim, como ir pondo moedas numa jukebox, com as placas com indicações e alguns nomes de estações a trazerem músicas com elas.

Lou Reed, o “NYC man”, está no meu top desta espécie de “shuffle” de memórias musicais. Basta qualquer menção a Lexington ou à rua 125 para o ouvir cantar “Up to Lexington, 1-2-5”. Não há maneira de ver indicações para Coney Island e não trautear mentalmente The glory of loooove…. E finalmente sempre que passo pela estação de Times Square lembro-me de uma das minhas favoritas: “Then we went down to Times Square/And ever since I’ve been hanging around there”.

Sendo NY uma cidade tão filmada, também há temas de bandas sonoras neste metro musical. O mais óbvio será 110 street, já que a música da banda sonora de um filme de Tarantino tem o nome da estação (e da rua) no título.
As placas indicando “Direction: Brooklyn” fazem-me lembrar muitas vezes outra banda sonora: “Stand clear of the closing doors!“.

As omnipresentes menções a Uptown e Downtown evocam primeiro os anos 1980 (“Everybody’s going Uptoown“… ou claro a mais óbvia que fala das diferenças Uptown/Downtown. Felizmente, a direcção sul faz-me lembrar que “you can forget all your troubles, forget all your cares“.

Muitas vezes acabo o dia com um standard já que uma das “minhas” estações é Delancey street: “it’s very fancy, on old Delancey street you know”, cantarolando, a par com a Ella Fitzgerald, na minha cabeça: “The great big city is a wonderous toy…”

[Maria João Guimarães está em Nova Iorque com uma bolsa do American Club of Lisbon]

Esta entrada foi publicada em EUA, Nova Iorque com os tópicos , , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2011/10/12/a-jukebox-do-metro-de-nova-iorque/" title="Endereço para A jukebox do metro de Nova Iorque" rel="bookmark">endereço permamente.

3 comentários a A jukebox do metro de Nova Iorque

  1. Não esquecer o “Downtown” na mais famosa série nova-iorquina, quando Jerry Seinfeld e George Costanza tentam decifrar o trabalho que lhe tinha sido atribuído através da música de Petula Clark! Memorável!!! Ou o episódio chamado mesmo “The Subway”, em que cada um segue a sua vida no metro, vivendo das experiências mais alucinantes nessa rede perversamente cool…

    Responder
  2. Acabo de chegar a Nova Iorque para trabalhar durante uns meses em Columbia e ainda me estou a adaptar ao metro, mas ora aí está uma ideia interessante. Uma espécie de iPod mental automático, porque não? Já fiquei a conhecer a música da “minha” 110th street, que ignorava. Obrigado !

    Responder
  3. estou agora em NYC e nunca me tinha lembrado de ver o metro desta maneira, principalmente sendo o meu transporte favorito, sou viciado no metro de NY

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>