Uma outra Costa Rica

Chegámos à Costa Rica há pouco mais de 24 horas. Viémos à procura do país que se orgulha de ter uma das maiores riquezas naturais do planeta. E o primeiro contacto colocou já a fasquia bem alto. Aqui o ar é diferente, cola-se à pele e está cheio com o aroma de uma vegetação luxuriante.  Também as estradas são diferentes. Atravessaram o nosso caminho três iguanas, vários abutres negros e borboletas pretas, azuis e verdes quase fluorescentes. De San José para Sierpe, depois de um pequeno troço da maior estrada do país, a Interamericana, as estradas são boas, com limites de velocidade até aos 80km.  

O nosso destino era o Parque Nacional do Corcovado, na Península de Osa, no sul do país. Para lá chegar, apanhámos um barco em Sierpe que nos levou até à Baía de Drake, às portas do Parque. No meio da floresta da Península de Osa, a noite é tudo menos silenciosa. É verdade que a população mais próxima tem apenas 250 habitantes e fica a 45 minutos a pé, e que não se ouvem carros. Ainda assim, pássaros, rãs e insectos enchem a noite, ininterruptamente.

Aqui não existem estradas, só caminhos no meio da floresta mais ou menos cerrada. Uma caminhada de hora e meia levou-nos até à Praia do Cocalito, com águas calmas e excelentes para um mergulho. A próxima paragem será o coração do Corcovado. {Helena Geraldes}

Um comentário a Uma outra Costa Rica

  1. Pingback: Uma outra Costa Rica | TravelSquare

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>