O choque juvenil de Bomarzo

Em Bomarzo, 80km a norte de Roma, há um Parque de Monstros, um jardim renascentista decorado com estátuas esquisitas, absolutamente  fabulosas. Tudo o que li sobre o também chamado Bosque Sagrado me fazia sonhar, até que agora o consegui visitar. À entrada, na área de serviços, há uma espécie de minimercado que só vende fast food juvenil (batatas fritas, bolachas de chocolate, pastilhas). Mais a frente há um parque infantil com escorregas e baloiços e um parque de merendas com mesas e cadeiras de plástico. Não foi preciso mais para perceber que o bosque da fantasia aristocrática do séc. XVI se converteu no séc. XXI num destino de excursões escolares. Ver o sítio assim invadido por turmas inteiras de miúdos em dia de festa esfuma um bocado perfume místico, quebra certamente o cachet romântico. Passado o choque inicial, no entanto, dá gosto ver uma atracção com 500 anos assim tão cheia de vida. Fica prometido que para a próxima trago os miúdos e meio apalavrado que não volto a dar corda à fantasia antes de chegar aos sítios.

Esta entrada foi publicada em Itália com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2011/05/05/o-choque-juvenil-de-bomarzo/" title="Endereço para O choque juvenil de Bomarzo" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>