Cruzeiro Dubai – Índia: Andreia Marques Pereira em Bombaim

Bombaim | Foto: Adriano Miranda

Bombaim | Foto: Adriano Miranda (em Bombaim, ontem)

Bombaim : Esta cidade (não) é para todos

O segundo dia em Bombaim começou cedo – cedo de mais (07h30) para o ritmo da cidade. Museus abrem às 10h15, o trânsito começou a fervilhar às 10h00. As buzinas são a banda sonora constante, a condução é tão caótica quanto esperávamos, as multidões compactas. Vamos do oito ao oitenta em Bombaim em questão de minutos, nesta cidade que nos atrai e repugna em doses quase iguais, descobrimo-lo hoje, que saímos da “zona de conforto” que é a sua ponta sul – cheia de edifícios vitorianos e devaneios indianos onde cabem o Taj Mahal Hotel, o Museu Príncipe de Gales e a universidade que maravilham, a Estação Vitória que fascina porque toda a Índia parece caber ali, frenética e apática, suja e colorida.

Subimos para norte em busca do Crawford Market, que vem em todos os guias, mas que nos deixou o estômago revolvido e o nariz revoltado; passámos pela “lavandaria” ao ar livre Mdhlaxmi Dhobi Gaht que é um bairro de lata à indiana dentro de outro bairro de lata – barbeiro na rua, templos hindus improvisados, (ainda mais) famílias a pedir, crianças à cabeça. Há uma linha invisível a dividir a cidade e para norte a miséria é tão ostensiva como o é o Gateway da Índia, o arco do triunfo que é o ícone da cidade. Os vendedores nas zonas turísticas não nos dão descanso e, não há volta a dar, a pobreza está em todo o lado – acabámos exaustos a visita e não é só fisicamente. Mas não esquecemos os indianos que nos pediram para tirar fotografias connosco (os outros também somos nós) e esperámos que as promessas de e-mails não sejam vãs. Esta cidade (não) é para todos, pensámos agora, em pleno Mar Arábico.
06.04.2010 [AMP viaja num circuito do “Brilliance of the Seas”, da Royal Caribbean International]

Brilliance of the Seas | Foto: Adriano Miranda

A jornalista Andreia Marques Pereira e o fotógrafo Adriano Miranda estão em pleno cruzeiro entre o Dubai e a Índia (e volta…) que, iniciado a 28 de Março, termina este fim-de-semana. As dificuldades nas ligações e Internet não permitem a facilidade de postar quando se quer.

2 comentários a Cruzeiro Dubai – Índia: Andreia Marques Pereira em Bombaim

  1. É verdade, Bombaim não é para todos, a Índia não é para todos. Quem tiver coragem para enfrentar a miséria das misérias vai ficar encantado com a riqueza dos palácios, dos monumentos, dos jardins, etc.. Também a mim uma família indiana me pediu para ficar numa foto comigo. Senti-me uma macaca de circo mas acedi.
    obrigada pelo vosso trabalho!

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>