Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Sociedade

Ricardo Cabral

17 de Setembro de 2017, 12:19

Por

Portugal já não é “lixo” para a S&P

A subida do rating da República pela S&P de “lixo” (BB+) para a classe mais baixa de “investimento” (BBB-) surpreendeu. A dívida pública nunca atingiu níveis tão elevados – estava em 132,4% do PIB em Junho de 2017 –, embora o Governo argumente que irá cair para cerca de 128% do PIB, após as amortizações de dívida previstas para a segunda metade de 2017. Mas é um facto que a dívida pública, líquida de depósitos da Administração Central, estabilizou desde… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

13 de Setembro de 2017, 16:24

Por

Somos todos iguais, mas uns são mais iguais que outros

O Secretário de Estado do Tesouro anunciou uma medida para proteger depósitos acima de 100 mil euros, ou seja, proteger cerca de 1,5% dos depositantes, os quais detinham cerca de 65 mil milhões de euros de depósitos em Junho de 2016 (37,8% do total de depósitos), sendo que, desse montante, cerca de 23 mil milhões de euros já estará protegido pela garantia de depósitos, porque inferiores a 100 mil euros. O objectivo da medida seria “proteger um conjunto de empresas,… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

7 de Setembro de 2017, 08:28

Por

@ entre acentos, géneros e beijos

Na linguagem da Net, foi dada sentença de morte ao espartano acento circunflexo, ao lânguido til, aos austeros acentos agudo e grave, e às cerimoniosas cedilhas. Quanto ao diacrítico trema, já antes do internetês, foi ao ar na reforma ortográfica de 1945, ainda que se use noutras línguas, como o alemão e até o espanhol, sem ser uma vergüenza. Dizia o grande escritor de língua portuguesa Machado de Assis que “escrever é uma questão de colocar acentos”.  Há acentos (às… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

6 de Setembro de 2017, 13:38

Por

A queda da despesa pública com juros

É surpreendente que, nas actuais condições de instabilidade geopolítica, as taxas de juro da dívida pública da zona euro andem ”pelas ruas da amargura” (para os credores, claro!), a ponto da dívida pública dos países membros da zona euro, Portugal em particular, ser a menos má de entre as (dispendiosas) alternativas. Analistas do Bank of America antecipam que o programa de expansão quantitativa (EQ) do BCE será prolongado durante os primeiros seis meses de 2018, com o nível de compras… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

4 de Setembro de 2017, 08:47

Por

Barcelona entre o terror, a vergonha e o exemplo

Passaram quase três semanas sobre os trágicos acontecimentos em Barcelona. As Ramblas voltaram ao frenesim do Verão e de um turismo apopléctico. “Não tenho medo” (“No tinc por”) foi a exortação, ainda que naturalmente o haja. Mas – para o bem ou para o mal – a memória já não é o que era. Acontecimentos graves ou ligeiros, profundos ou efémeros, tenebrosos ou divertidos esfumam-se, anulados ou esbatidos pelos que se lhes sucedem numa girândola vertiginosa onde quase só há… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

3 de Setembro de 2017, 11:57

Por

Um significativo obstáculo à venda do Novo Banco

A solução do anterior Governo para recapitalizar o Novo Banco – uma nacionalização encapotada da parte boa do BES, com a promessa de que seriam os bancos a pagar a factura – criou enormes problemas e foi “um presente envenenado” ao actual Governo. Mas a decisão da venda do Novo Banco à Lone Star pôs a nu, novamente, esta forma criativa de fazer política económica, tão típica em Portugal. O actual Governo deparava-se com uma equação política impossível. Por um… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo