Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Economia

Ricardo Cabral

19 de Julho de 2017, 10:00

Por

O que é, e para que serve a União Bancária?

A União Bancária, que visa melhorar a arquitectura da regulação e supervisão do sistema financeiro da União Europeia e da zona euro, é complexa e multifacetada e reflecte, como não podia deixar de ser, os objectivos de diferentes grupos de interesse. E, tendo objectivos e resultados diferenciados para diferentes pessoas e grupos de interesse, é difícil perceber o que verdadeiramente é. As decisões sobre o sector financeiro, que tipicamente envolvem elevados volumes financeiros, parecem uma casa de espelhos, em que… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

16 de Julho de 2017, 09:19

Por

Ouvidos moucos, tabus e poder na zona euro

Kenneth Rogoff, num artigo recente publicado no Jornal de Negócios/Project Syndicate, argumenta que a zona euro ou se reinventa ou morre, por colapso, mais tarde ou mais cedo, comparando a adopção prematura da moeda única a um passeio de bicicleta por um caminho de “cimento fresco e espesso”. Embora a zona euro esteja finalmente a sair da longa estagnação económica de 2008 a 2015, Rogoff acredita que o cenário mais provável é outra década de crescimento económico lento, pontuado “por… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

12 de Julho de 2017, 15:50

Por

O crescimento das exportações e das importações é uma excelente notícia

Entre 2012 e 2016, Portugal registou uma balança de bens e serviços equilibrada ou excedentária, “feito” sem precedentes em, pelo menos, duas centenas de anos. Este resultado é, como já referi anteriormente, uma consequência do colete de forças que foi aplicado à economia portuguesa, mas também, em cerca de 5,3 p.p. do PIB, da queda do preço do petróleo e da melhoria da balança do turismo entre 2008 e 2016. Nos primeiros cinco meses de 2017, as exportações e as… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

9 de Julho de 2017, 17:46

Por

A proposta do BCE para o malparado

O Vice-Presidente do BCE, o português Vítor Constâncio, publicou no dia 5 de Julho um artigo no Jornal de Negócios em defesa da criação de ”sociedades nacionais de gestão de activos”, baseadas num modelo europeu, i.e., a criação de fundos nacionais de gestão de activos financeiros (subentende-se, privados), apoiados por dinheiros públicos, como não podia deixar de ser, para resolver o problema do crédito malparado da banca. Argumenta que “todas as autoridades relevantes terão de agir rápida e decisivamente” para… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

6 de Julho de 2017, 09:24

Por

Recursos humanos: uma expressão oblíqua

Nas empresas e organizações, a expressão “recursos humanos” está generalizada para designar as pessoas . Ele é recursos financeiros, ele é recursos informáticos, ele é recursos materiais, ele é recursos tecnológicos, ele é recursos naturais, ele é, enfim e às vezes só no fim, recursos humanos. Ou seja, meios, instrumentos para uma determinada finalidade. Historicamente, saltámos do velho conceito marxiano de “força de trabalho” para esta perspectiva igualmente redutora. Bastaria, aliás, substituir a palavra mais suave de “recursos” pelo vocábulo… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

5 de Julho de 2017, 18:33

Por

Críticas às estatísticas espanholas serão fumo sem fogo

Um grupo de 4 economistas espanhóis tem vindo a argumentar, desde Julho de 2016, que as estatísticas espanholas têm sido manipuladas pelo Instituto Nacional de Estatística de Espanha, perante a passividade do Eurostat, tendo escrito inclusive uma carta ao presidente do Eurogrupo a solicitar a sua intervenção. Escreveram igualmente uma carta, não se entende bem com que lógica, ao presidente do Bundesbank, Jens Weidmann. Segundo esses economistas a dívida pública espanhola seria 171% do PIB (e não 99,4% do PIB)… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo