Tudo Menos Economia

Por

Bagão Félix, Francisco Louçã e Ricardo Cabral

Francisco Louçã

23 de Junho de 2017, 12:50

Por

A agenda do rescaldo

Estamos em rescaldo do incêndio, depois de 64 mortos e muitos feridos, 150 famílias desalojadas e 46 mil hectares ardidos. O drama é demasiado e não se pode fechar os olhos. Já chegou a hora da política. Começo pelas críticas a Marcelo. Na minha opinião, o Presidente fez bem em ir imediatamente ao local e em incentivar os que combatiam o incêndio. Acho desprezível o ataque que lhe foi feito em poucas horas por um deputado do CDS e por… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

22 de Junho de 2017, 08:38

Por

Diante da morte

Diante da morte, compreendemos com absoluta nitidez o valor insubstituível da vida. Diante da morte, somos tudo o que, muitas vezes, não somos capazes de ser diante da vida: ternos, gregários, próximos da essência e longe do quotidiano dizimado pela adjectividade. Diante da morte é-se final e verdadeiramente afectuoso e doce. Por isso, se tenta recuperar no dramático infinito daquele momento o que faltou no finito da relação em vida. A morte – essa iniludível certeza –  é o momento… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

21 de Junho de 2017, 19:23

Por

O défice público irá derrapar para menos nos próximos anos

No passado (até 2015), recorrentemente, o Governo falhava o objectivo para o défice público, com o défice a ser superior ao objectivo. Quando isso ocorria, Governo e Comissão Europeia corrigiam, para cima, a trajectória para o défice nos anos seguintes. No presente assiste-se a um processo inverso. O Governo prevê um défice de 1,5% do PIB em 2017 que, tudo indica, será corrigido em baixa, tal como ocorreu com o défice de 2016. E, por conseguinte, se isso vier a… Continuar a ler ›

Francisco Louçã

20 de Junho de 2017, 09:39

Por

Porra de Sísifo

O maior de todos os incêndios na nossa história. Metade da área ardida da UE nos últimos anos. A maior proporção do território dedicada ao eucalipto no mundo. Afinal não há só Eurovisão e futebol em Portugal, afinal não crescemos vinte centímetros. Mas responder à irresponsabilidade é mais difícil do que chorar a desilusão, como se viu: no tempo de um fósforo, alguma televisão passou a exibir histórias de morte e de pessoas em estado de choque, fazendo delas um… Continuar a ler ›

António Bagão Félix

19 de Junho de 2017, 08:41

Por

Basta!

Perante a tragédia: o sentimento, o respeito, a solidariedade e o silêncio das palavras. Como também o reconhecimento de um trabalho e bravura levados aos limites por populações heróicas e por todos quantos têm lutado em diferentes áreas de actuação. Perante a tragédia: a unidade, coisa rara no Portugal destes tempos, sempre envolto em quezílias de terceira ordem e em paroquialismos elevados à categoria de causas de primeiro grau. Órgãos de soberania, partidos, forças sociais, autarquias, instituições solidárias e de voluntariado,… Continuar a ler ›

Ricardo Cabral

18 de Junho de 2017, 10:02

Por

A nova dívida sénior da banca, que não é bem sénior …

Na última sexta-feira, 16 de Junho, na  reunião do Ecofin que determinou a saída de Portugal e da Croácia do procedimento dos défices excessivos, entre os muitos temas complexos que constavam da agenda como, por exemplo, o crédito mal parado na União Europeia (UE) e a “União” do mercado de capitais, os ministros das finanças da UE aprovaram a criação de um novo tipo de instrumento de dívida bancária, considerada necessária para “reforçar a União Bancária” – dívida sénior não… Continuar a ler ›

Tópicos

Pesquisa

Arquivo