Ciberjazz: TuGuitarras.com

Ciberjazz é uma coluna publicada na jazz.pt – revista bimestral de Jazz, que observa as movimentações em torno do jazz no ciberespaço. Da responsabilidade de Daniel Sequeira, passará a ser publicada regularmente aqui no Tecnopolis — JPP

“Agora tocar não é mais fácil, é mais acessível.” É este o lema do TuGuitarras.com, um projecto com motivações pedagógicas que, em poucos meses, conseguiu congregar toda uma comunidade de guitarristas e baixistas em torno das aulas online em vídeo e se assume como um portal de referência na divulgação cultural em Portugal.

Rafael Pinto e Joel Costa, os dois criadores, são amigos de longa data unidos por uma grande paixão pela guitarra. São professores de guitarra há vários anos, tendo preparado vários alunos para ingressar em escolas nacionais (Conservatórios, Hot Club) e internacionais (Berklee College of Music). Enquanto professores, é frequente interrogarem-se sobre as formas de melhor ensinar e motivar os seus alunos.

À margem da sua formação enquanto guitarristas, Rafael faz filmes de animação e Joel formou-se em modelação 3D. Isto explica o crescente interesse que o vídeo lhes vinha suscitando enquanto ferramenta capaz de enriquecer o processo de ensino. Depois de alguns projectos gorados (edição de livros acompanhados de CDs áudio e vídeo e a criação de uma escola de música), estes jovens professores e empreendedores não desanimaram e viram na Internet um excelente meio para porem em prática muitas das ideias e conceitos que vinham desenvolvendo.

Rafael Pinto recorda que “o TuGuitarras começou por ser um site onde qualquer pessoa [podia] aprender a tocar guitarra, independentemente da sua situação financeira e da sua localização. Sabemos que é muito mais difícil termos boas aulas no interior do país”.

Com o desenvolvimento do projecto, este passou “de um site de aulas para uma comunidade de guitarristas e baixistas”. Hoje, assume-se como um portal com agenda, fórum, classificados, uma galeria que destaca guitarristas e baixistas de referência – “tudo para inspirar, motivar e ajudar cada utilizador a aprender e desenvolver a arte de tocar guitarra e baixo.”

Ao invés de pretender substituir o professor, o TuGuitarras deve ser entendido como “uma ferramenta, um livro de aulas”, um repositório que, sempre acessível através da rede global, “pode ser usado por professores, alunos e curiosos em toda a parte do mundo”.

A abrangência de estilos e géneros musicais é um objectivo central. Surpreendentemente, para muitos, o jazz assume uma posição de relevo no acervo do portal. “O jazz tem a particularidade de ajudar o aluno a perceber a construção de acordes, escalas, modos, arpejos de uma maneira muito prática”, explica Rafael. “Ajuda muito o aluno perceber como improvisar, como escolher as notas certas, como explorar o seu próprio caminho usando o que está a aprender. O jazz tem muito do conceito do TuGuitarras: ‘Percebeste? Agora toca à tua maneira. Aprende, estuda, pratica, inspira-te, mas sê tu próprio’. O jazz dá liberdade ao músico, [que] aprende o conceito de ser ele próprio a fazer história e a não tocar na sombra do professor.”

Enquanto jovem estudante de guitarra, Rafael foi aluno de muitos dos grandes nomes nacionais da guitarra jazz. Alguns deles, como Vasco Agostinho, André Fernandes, Miguel Amado e Ciro Cruz, aceitaram agora o desafio de colaborar com o TuGuitarras.

Do ponto de vista tecnológico, conceptual, e desde logo pelo nome e logótipo, é clara a associação deste portal ao gigante YouTube. Se, pelo menos por enquanto, o TuGuitarras não permite aos utilizadores colocar online as suas próprias aulas em vídeo, aspectos há em que o site português supera o americano: a qualidade dos vídeos disponibilizados e o apertado controlo de qualidade tendo em vista a optimização da experiência de utilização.

No TuGuitarras, o vídeo tem forçosamente que ter qualidade, “para que o aluno perceba bem o que o professor está a tocar”. Por outro lado, “tem que ser rápido, isto é, o aluno não pode esperar [muito] tempo para ver um vídeo.”

De facto, a equipa do TuGuitarras parece ter-se esmerado para atingir estes objectivos, já que a velocidade de carregamento dos vídeos é espantosa e o mecanismo de reprodução sofisticado (possibilita o congelamento da imagem sem perda de qualidade, uma característica de extrema utilidade).

Rafael afirma que este “é o primeiro e único site do género em Português”. Os criadores deste projecto crêem mesmo que são “os primeiros do mundo a fazer um site de aulas de guitarra com vídeos sem ser na língua inglesa”.

Nos congéneres internacionais detectaram falhas que procuraram evitar. Os sites “são muito específicos ou muito dispersos”. Na maioria, dizem, “o aluno fica perdido”, não conseguindo contextualizar e compreender verdadeiramente o que toca, o que “não ajuda em nada”.

Também aqui a tecnologia assume um papel diferenciador, já que o TuGuitarras “está preparado para ligar as aulas entre si, através de aulas relacionadas, [fazendo] com que o aluno contextualize o que está a tocar e se prepare melhor para tocar as suas próprias “riffs” [progressões de acordes ou notas musicais], arranjos e solos com a sua banda”.

O projecto consome grande parte do tempo livre dos seus criadores, que estão certos da necessidade de alargar a equipa de trabalho. O objectivo agora é “proporcionar uma plataforma de qualidade que divulgue e promova toda a boa música que se faz no nosso país”. Não só junto da comunidade lusófona, que pretendem interligar, mas também, em breve, junto de um público muito mais vasto, com a tradução dos conteúdos para inglês e espanhol.

Tuguitarras.com
Concepção: Rafael Pinto e Joel Costa
Design: Rita Oliveira
Implementação: GoWeb

Esta entrada foi publicada em Ciberjazz com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/tecnopolis/2008/12/05/ciberjazz-tuguitarrascom/" title="Endereço para Ciberjazz: TuGuitarras.com" rel="bookmark">endereço permamente.

Um comentário a Ciberjazz: TuGuitarras.com

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>