O crime da adolescente que tirou fotos a si própria

Casos não faltam a mostrar que há muita gente assustada e a não saber lidar com os fenómenos que a tecnologia potencia. Eis mais um desses casos, que, no mundo ocidental, só poderia ter os EUA como palco.

Uma adolescente de 15 anos está a ser acusada do crime de pornografia infantil, por ter tirado e enviado por telemóvel fotografias de si própria em que aparece nua. Os colegas de escola que receberam as fotos também poderão ser levados a tribunal.

Percebe-se a preocupação de pais e demais educadores: a foto de uma rapariga nua (e identificável) que circula pelos telemóveis de alguns adolescentes vai rapidamente parar a centenas de outros telemóveis e à Internet.

Em teoria – embora seja um cenário rebuscado – as fotografias podem mesmo ficar na Internet permanentemente, à disposição de qualquer pessoa (e, por exemplo, surgir dentro de dez anos como resultado de uma pesquisa no Google feita por um potencial empregador). Na prática, o caso não passa de uma moderna brincadeira de liceu (que, de resto, não é inédita nos EUA).

O que não se percebe é porque não pode alguém tirar fotografias de si próprio e enviá-las a amigos. Pode-se argumentar que alguns dos jovens receptores tenham ficado incomodados por receberem as fotografias e que têm direito a não ser confrontados com material “pornográfico”, muito menos contendo menores – mas é um argumento difícil de sustentar.

Em vez de resolver a questão (se é que havia necessidade de resolução) internamente, entre responsáveis da escola, pais e alunos, a solução foi chamar a polícia, que manteve a jovem detida durante um fim-de-semana. Se fosse maior de idade, a jovem, ficaria com registo criminal; sendo menor, o juiz poderá abrir uma excepção. E, claro, com toda esta publicidade, nunca as fotos tiveram tantas probabilidades de serem colocadas online e procuradas por milhares de pessoas.

Resta ainda saber o que pensam as autoridades americanas fazer com os milhares de fotos sexualmente sugestivas que adolescentes colocam todos os dias em redes como o Hi5 e o MySpace.

Um comentário a O crime da adolescente que tirou fotos a si própria

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>