Google, a publicidade e os jornais

Em Junho, Google e Yahoo assinaram um acordo para que anúncios publicitários da primeira aparecessem em algumas páginas de resultados das pesquisas da segunda. O negócio está limitado aos EUA e Canadá.

O anúncio não foi uma surpresa: a Yahoo já tinha feito um ensaio neste sentido e era evidente que era uma das poucas soluções que restavam depois de ter feito tudo para evitar a compra por parte da Microsoft (ainda que, provavelmente, este acordo acabe, a médio ou longo prazo, por colocar a Yahoo refém da rival).

Voluntariamente, as duas empresas deram tempo aos reguladores europeu e americano para escrutinarem o negócio. O acordo levanta dúvidas em Washington e em Bruxelas.

Agora, é a vez da Associação Mundial de Jornais (AMJ) se mostrar preocupada com a possível formação de um monopólio.

A dada altura no comunicado, a AMJ passa pela velha questão do Google News. A lógica é, como habitual, a de que a Google lucra com os conteúdos que agrega dos jornais, aos quais injustamente não paga um cêntimo.

Ora, provavelmente os sites de jornais ganham mais em estar no Google News (graças ao tráfego que recebem) do que em não estar lá.

O Google News não tem publicidade associada (e até há quem observe que não é um site propriamente bem sucedido). O negócio da Google aqui é rentabilizar o tráfego que consegue canalizar deste serviço para outros (como a pesquisa genérica). Os jornais bem poderiam fazer o mesmo – ou seja, rentabilizar o tráfego que conseguem via Google News.

Por alguma razão, os jornais americanos (precisamente os do principal território em que o acordo Google-Yahoo vai funcionar e aqueles onde a publicidade online está mais madura) já se distanciaram da posição da AMJ.

Esta entrada foi publicada em Negócios com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/tecnopolis/2008/09/16/google-a-publicidade-e-os-jornais/" title="Endereço para Google, a publicidade e os jornais" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>