Microsoft investe na pesquisa online

A Microsoft quer melhorar o seu serviço de pesquisa online e, para isso, planeia abrir um centro de investigação na Europa.

Depois da falhada tentativa de compra do Yahoo, é expectável que a empresa de Ballmer tente outras vias para fazer face ao Google – mas não há grandes razões para crer que a Microsoft seja bem sucedida.

O Google tem uma liderança confortável no mercado da pesquisa online. Uma razão para isso é o facto de ser um bom motor de busca. Goste-se ou não (e esteja-se ou não assustado com a tendência que a empresa tem demonstrado para se tornar um big brother online), o certo é que o Google oferece um bom serviço, ao ponto de se ter tornado quase sinónimo de pesquisa na Web.

Ora, aliar um serviço eficaz, uma marca com a qual muitos ainda simpatizam (a Microsoft, pelo contrário, colhe muitas antipatias) e a inércia de milhões de utilizadores (alguns dos quais nem sequer experimentaram alguma vez outro motor de busca) é uma fórmula muito difícil de bater. E a Microsoft até teria condições para fazer mais do que beliscar a hegemonia do Google, dado que a combinação Windows e Internet Explorer lhe dá uma boa dose de controlo sobre a forma como os utilizadores interagem com a Web (veja-se o exemplo de tentar influenciar a escolha do motor de pesquisa embutido no Internet Explorer 7).

É claro que a Microsoft não tem, necessariamente, que roubar o primeiro lugar ao Google. Afinal, a empresa vive das vendas do Windows e Office. Mas sabe que não pode deixar escapar uma fatia do bolo da publicidade associada à pesquisa online – e até pode ter esperanças de chegar ao segundo lugar, actualmente ocupado por um Yahoo em crise.

Esta entrada foi publicada em Web com os tópicos , , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/tecnopolis/2008/06/17/microsoft-investe-na-pesquisa-online/" title="Endereço para Microsoft investe na pesquisa online" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>