António e Cléopatra, de Tiago Rodrigues: hipnótico, minimalista, político

  Já começaram a ser publicadas as primeiras impressões críticas sobre António e Cleópatra, de Tiago Rodrigues que desde domingo- e até 18 de Julho – se apresenta no Festival de Avignon.   “Tudo se passa como se uma língua se inventasse diante de nós”, escreve Jean-Pierre Thibaudat no site Mediapart, descrevendo Sofia Dias e Vítor […]






As minhas escolhas de 2014 (espectáculos apresentados em Portugal)

Há sempre vários espectáculos que não chegam aos 10 mais, do mesmo modo que há outros tantos que não entram nas nossas listas individuais. Eis as minhas escolhas nas áreas do teatro e da dança.











António e Cleópatra, de Tiago Rodrigues: Habitar o desejo de pertença

É por entender que António é já Cleopatra e que Cleopatra é já António, que Tiago Rodrigues se tenta perceber o mito e permite construir o jogo entre os dois amantes através de olhares que são, também, os olhares que os dois intérpretes, Sofia Dias e Vitor Roriz, lançam entre si e para os espectadores. O jogo entre os dois é, também, um jogo de actores face a uma narrativa, a um desafio, a um corpo estranho (o texto) que precisa ser habitado para poder ser superado.











Crítica de teatro: Três dedos abaixo do joelho

 A vida para além das palavras Três dedos abaixo do joelho de Tiago Rodrigues. Com Isabel Abreu e Gonçalo Waddington. Sala-estúdio do Teatro Nacional D. Maria II. 29 Maio, 19h, lotação esgotada. Até 3 de Junho (Alkantara Festival) **** (4 estrelas)   Há um momento, logo ao início de Três Dedos abaixo do Joelho, em […]






Tiago Rodrigues estreia hoje Três Dedos Abaixo do Joelho

Ana Dias Cordeiro percorre, a partir de Três Dedos Abaixo do Joelho, o espectáculo que Tiago Rodrigues estreia hoje no Teatro Nacional D. Maria II no âmbito do Alkantara Festival, os anos de censura teatral no período do Estado Novo. Histórias que recordam um tempo em que se dizia que o teatro era perigoso.   […]