Daniel Jana

Boa tarde,

A mensagem de André Miranda presente no site blogue “Que Faz Pelo Ambiente” tem uma incorrecção. Embora possa ser verdade que a Amazónia está a ser destruída para a plantação de soja (não quero discutir este aspecto) a verdade é que consumir carne implica subir de nível trófico, com a consequente perda em energia. Passo a descrever, aproximadamente:
– as plantas (mais comuns) são seres autotróficos, produzem as proteínas e outras moléculas importantes que precisam a partir de moléculas simples (primeiro nível trófico);
– os animais que consomem directamente plantas situam-se um nível trófico acima (segundo nível trófico);
– os animais que consomem animais que consomem plantas situam-se no nível seguinte (terceiro nível trófico).

Ver por exemplo: http://en.wikipedia.org/wiki/Trophic_level

A cada nível trófico, perde-se aproximadamente 90% da energia. Ou seja, o arroz que seria necessário para alimentar (directamente) 100 pessoas, se for dado a vacas para posteriormente alimentarem pessoas, só serviria para alimentar 10 pessoas.
Por isso, consumir carne significa um dispêndio imenso de energia.

Além do mais, o argumento da soja na Amazónia não é totalmente convincente, já que uma pessoa pode sempre optar por outros alimentos (nunca compro soja e compro muitos outros vegetais). Aliás, os vegetarianos tendem até a ter mais atenção à origem do produto que consomem, já que muitas vezes o seu vegetarianismo deve-se a uma maior consciência ecológica. E, como tal, tendem a comprar produtos locais e não alimentos que viajaram meio mundo.

Acho que informação incorrecta não deve estar claramente exposta num blogue/secção que se dedica a difundir informação de carácter ecológico.

Cumprimentos,
Daniel Jana

PS – Para que fique claro que não tenho qualquer interesse “político” na questão, não sou vegetariano. Como ocasionalmente carne ou peixe.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>