O novo site do PÚBLICO

Bárbara Reis, directora

O PÚBLICO Online estará diferente. Durante mais de um ano estudámos a fundo o nosso site e as tendências internacionais. Todas as mudanças que fizemos foram pensadas com um grande objectivo: tornar a leitura do PÚBLICO digital uma experiência melhor e mais fácil.

O novo site é mais claro e simples de navegar; o design valoriza o essencial; pela primeira vez em Portugal vamos incluir os leitores na moderação de comentários, e os leitores vão ter uma área individual.

Criámos um sistema de reputação que faz com que os leitores com melhor atitude na “comunidade PÚBLICO” sejam premiados ao longo de níveis, o mais elevado dos quais lhes dá poder de aprovar e reprovar os comentários dos outros leitores.

Todos os jornalistas e colunistas do PÚBLICO têm uma página com o histórico dos seus artigos, um perfil e os contactos.

O registo no novo site é fácil e gratuito (pode ser feito através do Facebook ou Twitter) e é automático para quem já é assinante. Com o registo, o leitor pode guardar artigos para ler mais tarde e passa a ter direito a uma área personalizada no site: uma página privada com a sua biblioteca e uma página pública, onde estará toda a sua participação nos comentários e inquéritos do PÚBLICO, e que pode ser vista por outros leitores registados.

No novo site, a Opinião vai ganhar mais relevância e visibilidade, com uma secção própria. O multimédia também é reforçado: as infografias, fotografias e imagens vão ser maiores e os vídeos vão ter melhor qualidade e mais fácil visualização. Quem quiser, pode ver tudo com a “luz apagada”, como se estivesse no cinema.

Além da tradicional navegação pelas secções, adoptámos a navegação por tópicos.

Também criámos parcerias. Com a TVI, garantimos a cobertura em vídeo da actualidade. E com o www.trabalhando.pt, o PÚBLICO passa a ter um site de emprego onde pode consultar ofertas em Portugal e fora do país.

Apostamos em conteúdos especiais. Para a semana de lançamento, a jornalista Joana Gorjão Henriques entrevistou cinco dos maiores especialistas em internet, como Clay Shirky e Jeff Jarvis. Alexandra Prado Coelho, Ricardo Rezende e Joana Bourgard produziram o primeiro episódio em vídeo da série Transatlântico – um encontro mensal sobre Portugal e o Brasil no ano cultural entre os dois países. Na estreia, Mário Laginha e Camané em discurso directo e música. João Pedro Pereira conversou com empreendedores e mostra cinco projectos de start ups portuguesas. Fomos ver se os mega-agrupamentos escolares estão a resultar. Romana Borja-Santos passou uma noite nas urgências de hospitais de Lisboa a ver se o aumento das taxas moderadoras está a afectar o movimento nas urgências. Marisa Soares conversou com os moradores do Parque das Nações, em Lisboa, que até agora viviam um pouco confusos entre várias freguesias. Kalaf, Chulage e Capikua, entre outros, transformam as nossas últimas notícias em música. E muito mais.

Queremos ser o jornal que melhor relação tem com os leitores. Participe, registe-se em www.publico.pt.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>