Correspondência secreta de um origamista galego

Vento, fogo, pó, nevoeiro são invocados neste espectáculo para retratar o abandono a que cada um se vota no exílio, voluntário ou não, da terra natal, da vida e da memória. Este espectáculo, Habrás de ir a la guerra que empieza hoy, como o anterior, O Estado Salvaxe. Espanha 1939 (visto um dia antes no Rivoli), faz parte […]