Chile: três destaques — de três peças cada

O primeiro destaque vai desde logo para os argentinos, com três obras, muito acima da média, e muito diferentes entre si, de três mestres contemporâneos: Los Corderos, de Veronese; Las ideias, de Léon (que vem ao Alkantara); e Dínamo, de Tolcachir [na foto]. Outro destaque vai para as criações chilenas Pájaros, Hilda Peña e Hijos […]

Chile: a agenda

Domingo The Tempest (Coreia) Segunda Los corderos (Argentina) [na foto] No despiertes a los niños (Chile) Perdiendo la batalla del Ebr(i)o (Chile) Terça Feos (Chile) Las ideas (Argentina) La ira de Narciso (Uruguay) Quarta Historias de amputación a la hora del té (Chile) Los millonarios (Chile) — no Museo de la Memoria Quinta Pájaros (Chile) […]

Chile: cinco vezes mais teatro

Se em Portugal houvesse um Museo de la Memoria y de los Derechos Humanos, talvez no verão houvesse um ciclo de teatro explicitamente político. Não seria descabido de todo, no país que inspirou a criação da Amnistia Internacional. Mas Portugal não será o Chile da Europa, pelas boas e pelas más razões. Os antigos edifícios […]

Chile: assuntos pendentes

As minhas primeiras horas no Chile foram para ver (antes que começasse a dose diária de duas a três peças no festival de teatro Santiago a Mil) La exposición pendiente 1973-2015. Orozco, Rivera, Siqueiros, com quadros e esboços dos três muralistas mexicanos, muitos dos quais alusivos à revolução mexicana de 1910-20. A exposição ia ser […]

Máscaras de nascença

Este é Kãniatã-no, o atual líder da aldeia de Paratatsi, em 1982. Variações do Corpo Selvagem, a exposição de fotografias do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, com curadoria de Eduardo Sterzi e Veronica Stigger, no SESC Ipiranga, terminou dia 17. Entre tanta legenda sobre como os índios somos um outro, não pude deixar de pensar […]

Iraques imaginários

A Companhia das Ilhas pegou e editou uma coleção de peças de Abel Neves. Os textos recriam o país como um teatro próprio, onde se cruzam homens rurais, mulheres silvestres, e bichos urbanos, entre cenários de filme, casas em ruínas e campos abandonados [como o da peça Purgatório, na foto]: são como naturezas-vivas, que vão do interior de […]

A última onda

Escritas e lidas as peças curtas da última ronda do NuDA, no Teatro da Garagem, sobre os temas Honra e Sacrifício, trazidos pelo Nuno M Cardoso: ‘A Carícia’ de Ana Moreira, ‘Super-Pai’ de António Afonso Parra, ‘Honra e Sacrifício’ de Carlos Pessoa, ‘Pensamentos, Palavras, Atos e Omissões’ de Jorge Louraço Figueira [onde se inclui uma cena […]