Um poeta na primeira página

Sempre foi tradição do PÚBLICO conceder visibilidade editorial ao desaparecimento de grandes criadores, sejam eles portugueses ou estrangeiros, e tivessem ou não gozado em vida de uma ampla popularidade. No domínio da poesia portuguesa, o jornal já dera o devido destaque à morte de Sophia, Cesariny ou Eugénio de Andrade, para citar apenas alguns exemplos, e […]