Trívio n.º 2, continua a aventura noticiosa de dois agrupamentos de escolas e de uma escola secundária

_CARTAZ 8 E MEIO 9_conc2015_final
Entre uma reportagem sobre um colóquio de António Damásio na escola de que é patrono, acompanhada de uma entrevista concedida pelo cientista, e uma saborosa receita de queijadas, evocadas numa passagem de Os Maias, devidamente citada, muito há para ler no n.º 2 do Trívio, o jornal do Agrupamento de Escolas das Laranjeiras, do Agrupamento de Escolas de Santa Maria dos Olivais e da Escola Secundária de Camões.
O jornal coordenado por Lígia Arruda, Lurdes Castanheira e Teresa Saborida, professoras bibliotecárias das Escolas Secundárias D. Pedro V, António Damásio e Camões, noticia abundantes actividades realizadas nos diversos estabelecimentos de ensino. E é sobretudo para isso que um jornal escolar deve servir.
A literatura ocupa um espaço noticioso assinalável. O actor António Fonseca esteve na Escola Secundária D. Pedro V para uma espécie de aula sobre Os Lusíadas. A aluna Carolina, do 12.º ano, turma 2, enalteceu-a: “Iniciativas como esta facilitam a apreensão dos conteúdos programáticos pelos alunos, uma vez que lhes são proporcionadas perspectivas diferentes de abordagem aos conteúdos literários, despertando a curiosidade pelo conhecimento da obra e mostrando que um texto de difícil leitura, como é o caso de Os Lusíadas, é uma obra cuja audição – na voz de quem com tanto gosto e entusiasmo se dedica há alguns anos à divulgação de uma das obras maiores da literatura portuguesa – torna fácil e atraente a compreensão do poema”.
As iniciativas escolares às vezes acarretam alguma ansiedade. Falando sobre “O dia dos pequenos escritores famosos”, Vitória dos Santos Alves, aluna do 4.º ano, turma B, do Agrupamento de Escolas de Santa Maria dos Olivais, confessa-a: “Estávamos todos muito nervosos, principalmente eu, mas a nossa professora deu-nos um beijinho ‘de boa sorte’ para nos motivar e acalmar”. Mas tudo correu bem: “Eu e as minhas colegas fomos dar autógrafos e escrever dedicatórias nos livros. Os pais estavam muito felizes e a professora estava muito orgulhosa dos seus meninos”.
A notícia de Beatriz Silva, aluna do 11.º ano, turma A, da Escola Secundária de Camões, sobre uma aula de Maria Alzira Seixo, que evocou Vergílio Ferreira e Mário Dionísio, dá pormenorizadamente conta de um momento assaz interessante. O relato refere que, na audiência, esteve presente o escritor Mário de Carvalho, antigo aluno do liceu e dos professores Vergílio Ferreira e Mário Dionísio. Mário de Carvalho “deixou o seu testemunho emocionado, no qual referiu a boa relação que teve com ambos. Em relação a Mário Dionísio salientou o seu carácter irónico e sarcástico e sobre Vergílio Ferreira frisou o facto de este ser próximo dos alunos, tratava-os por tu e encorajava-os no exercício da escrita”.
O n.º 3 do Trívio deve ficar pronto em breve. Aqui o aguardamos com enorme expectativa. Está a correr muito bem esta aventura pioneira, que juntou dois agrupamentos de escolas e uma escola secundária para realizar um jornal em comum.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>