Cem mil milhões de aplicações descarregadas em 2013

Imagem de uma reportagem sobre aplicações apresentada pela TVI 24 no dia 15

Imagem de uma reportagem sobre aplicações apresentada pela TVI 24 no dia 15

Mais de cem mil milhões de aplicações foram este ano descarregadas pelos internautas de todo o mundo. O número é o dobro do do ano passado. As contas são apresentadas pelo diário espanhol El País, que seleccionou “As 19 melhores aplicações do ano” (de facto, escolheu vinte).
O jornal noticia ainda que a percentagem de descargas gratuitas é de 90%. Mas as aplicações não deixam de ser um bom negócio, uma vez que a gratuitidade inicial cedo termina para os que, por exemplo, pretendem aumentar o tamanho de um armazenamento ou prolongar o tempo de um jogo.
A optimização das aplicações, como lembra o El País, requer, de um modo geral, que se tenha um smartphone ou um tablet, uma conexão permanente à Internet, uma presença nas redes sociais e que se autorize o acesso à localização pessoal.
Aqui fica a lista das aplicações distinguidas.

Candy Crush – para jogar.
Circa – para guardar conteúdos para ler mais tarde.
Dots – para jogar.
Duolingo – para aprender idiomas.
Evernote – para quem pretender ter um caderno de notas digital.
Feedly – para fazer a migração de assinaturas de blogues.
Frontback – para obter uma imagem com a câmara frontal e outra com a traseira.
Glow – para as mulheres que desejam programar a melhor ocasião para engravidar.
Grand Theft Auto: San Andreas – para jogar.
Lift – para programar boas intenções.
Line – para quem quiser uma rede social alternativa e pretender fazer chamadas de voz.
Runtastic – para quem pratica exercício físico.
Snapchat – para conversas que desaparecem ao fim de 24 horas.
Snapseed – para editar fotografias nos smartphones e tablets.
Swype – para adaptar o teclado à forma de escrever de cada um.
Ted Conferences – para assistir a inúmeras palestras fascinantes.
The Cave – para jogar.
TheConverted – para conversões de pesos, medidas, cotações, etc.
Tocamini – para brincadeiras de crianças.
Vim – para fazer vídeos de 6 segundos e publicar no Twitter.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>