“A democracia está em perigo?”

P23 es
O debate sobre o caso do programa de vigilância secreto do governo dos Estados Unidos da América prossegue. Hoje, no editorial do diário suíço Le Temps, Stéphane Bussard deixa uma interrogação: “A democracia está em perigo?”. Depois de constatar que as fugas de informação que permitiram descobrir a vastidão das actividades de vigilância telefónica e electrónica da National Security Agency suscitaram uma enorme indignação contra o “traidor” Edward Snowden, o correspondente do jornal nos Estados Unidos da América espanta-se com a circunstância de, em contrapartida, terem sido bem mais reduzidos os protestos contra as violações da esfera privada pelo governo, pelas empresas Internet cúmplices e por subcontratados privados da segurança do Estado.
Stéphane Bussard nota que, influenciados pelos atentados de 11 de Setembro de 2001 e pela retórica securitária dos responsáveis políticos desde há mais de uma década, os cidadãos americanos se resignaram. “Acabaram por aceitar o preço a pagar pela sua segurança. Estão dispostos a aceitar o desaparecimento progressivo da sua esfera privada”. Para o jornalista, “num país caracterizado pelo seu entranhado individualismo, esta constatação é perturbadora”. A destruição da esfera privada em nome da supremacia dos interesses securitários do Estado representa, segundo o jornalista, uma vitória simbólica dos terroristas do 11 de Setembro, para os quais a democracia e a liberdade individual são inimigos a abater.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>