Os jornais escolares devem tratar bem a língua portuguesa


A celebração, na próxima quinta-feira, do Dia Internacional da Língua Materna fornece uma boa oportunidade para sublinhar a importância de um uso cuidado da língua portuguesa na imprensa escolar. É que nunca se poderá dizer que um jornalm de um estabelecimento de qualquer grau de ensino tem qualidade se os textos que publica maltratarem, de algum modo, a língua portuguesa.
Há gralhas que são compreensíveis, mas um erro gramatical de palmatória na primeira página é uma nódoa que não se apaga. Para um jornalista escolar, é importante trabalhar como os bons profissionais, ou seja, com um dicionário e uma gramática por perto.
Antes de o jornal ir para a reprografia ou para a gráfica, é preciso que vários olhos muito atentos perscrutem tudo para eliminar o maior número possível de erros.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>