Comparar primeiras páginas

Em todos os continentes, a imprensa destacou na primeira página a notícia da resignação de Bento XVI. Essa circunstância permite comparar a importância que cada jornal concedeu ao gesto de Joseph Ratzinger e às respectivas consequências. Estudar várias primeiras páginas do dia 12 de Fevereiro é também um modo simples de começar a conhecer a imprensa internacional e a entender a pluralidade de pontos de vista que expressa.
O trabalho pode começar pela verificação do espaço que a notícia sobre a resignação de Joseph Ratzinger ocupa em cada um dos diversos diários. Depois, será útil comparar as fotografias seleccionadas, reflectindo sobre a mensagem que, através de cada uma delas, se transmite. Deste modo, perceber-se-á que a selecção de uma imagem não é neutra. A variedade de títulos também merece ser objecto de observação atenta e de um debate que torne explícito que também eles não são neutrais. Importa reparar, por isso, na distinção entre, por exemplo, os títulos objectivos e os subjectivos, os que procuram expressar uma informação rigorosa e os que tentam jogar com sentimentos.
Simultaneamente, devem merecer atenção outros elementos: os assuntos noticiados, a presença de publicidade (e, existindo, quais são os produtos ou serviços que anunciam) ou mesmo, se se quiser, o preço do jornal.
Claro que alguns dos jornais apresentados são escritos em línguas incompreensíveis, mas mesmo esses podem suscitar uma aula muito interessante sobre a diversidade linguística mundial. Interessante e oportuna, já que, por decisão das Nações Unidas, se celebra na próxima quinta-feira o Dia Internacional da Língua Materna, para, precisamente, sublinhar a importância da diversidade linguística e promover a utilização das línguas maternas.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>