Facebook previne contra o excesso de Facebook


Entre os títulos da imprensa que hoje se publicou em inúmeros países, há um que, com formulações diversas, nos diz que o Facebook pode fazer mal à saúde. Muitos são os que já o afirmaram. A informação não ofereceria, pois, qualquer novidade se não se desse o caso de ser o próprio Facebook a vi-lo dizer. A rede social foi à pastelaria buscar uma fotografia (pouco apetitosa, aliás, como acima se pode comprovar) e uma metáfora e disse: “Os bolos de aniversário são feitos para unir as pessoas. Em torno deles, os amigos reúnem-se e celebram. Mas comer demasiado bolo não é saudável. O Facebook é parecido com um bolo de aniversário”.
A mensagem é clara e, como está a ser sublinhado, significa que o Facebook resolveu dar crédito a inúmeros estudos (um dos mais recentes é da Associação Americana de Psiquiatria) que consideram ser perigosa a dependência da Internet e, particularmente, das redes sociais, sobretudo se afectar adolescentes.
Para a evitar, têm sido amplamente repetidos vários conselhos muito simples. Aqui ficam quatro:
• Estimulem o jovem a encontrar-se com os amigos. A vida real é sempre mais rica do que a vida virtual.
• Incitem-no a participar numa associação ou a envolver-se em actividades culturais (música, teatro…) ou desportivas (atletismo, andebol, basquetebol…), por exemplo.
• Imponham-lhe um horário fixo (mais reduzido durante os dias de aulas) para estar online.
• Não lhe ofereçam um telemóvel com acesso à Internet, para evitar que ele possa estar online durante todo o dia.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>