Concurso Nacional de Jornais Escolares: 1.º Escalão (jornais de jardins-de-infância e ensino básico)

1.º PRÉMIO
Plátano, Agrupamento de Escolas de Alijó

2.º PRÉMIO (ex aequo)
Etc…, Agrupamento de Escolas Rodrigues de Freitas, Porto
Janela Aberta, Agrupamento de Escolas do Ave

3.º PRÉMIO (ex aequo)
Despertar, Agrupamento de Escolas Vale d’Este, Barcelos
Pau de Giz, Agrupamento de Escolas de Infias, Vizela

MENÇÕES HONROSAS
Abancatilê, Escola EB 2,3 Nuno Gonçalves, Lisboa
Diário do Lagarteiro, Escola EB 1 e Jardim-de-Infância do Lagarteiro, Porto
Mensagem da Escolinha, Jardim-de-Infância, Forjães, Esposende
No Pico da Informação, Agrupamento de Escolas Pico de Regalados, Vila Verde
Nosso Mundo, Agrupamento de Escolas Júlio-Saúl Dias, Vila do Conde
Sande Letras, Agrupamento de Escolas de Sande
Tiquetaque, Estabelecimento Prisional de Coimbra, Escola Básica de Eugénio de Castro, Coimbra

8 comentários a Concurso Nacional de Jornais Escolares: 1.º Escalão (jornais de jardins-de-infância e ensino básico)

  1. Todos nós que participamos nesta iniciativa de construção do jornal escolar, cujo contributo para o desenvolvimentodo das crianças é de crucial importância, sobretudo no que diz respeito à abordagem da linguagem oral e escrita. Por outro lado, os média, constituem um referencial de informação e divulgação dos acontecimentos mais relevantes da actualidade, em que o recurso às novas tecnologias constitui, hoje, um factor que lhe é indissociável, promovendo, assim, a utilização de práticas inovadoras no quotidiano escolar. Ficamos muito satisfeitos e agradecidos com a menção honrosa que nos foi atibuida, constituindo, esta, mais um estímulo para continuarmos a participar.A todos os participantes, os nossos sinceros parabéns pelo magnífico trabalho que desenvolveram.

    Responder
  2. Continua por responder a 2 questões que coloquei:1.Porque é que o tema não é logo enviado em Setembro para todas as escolas?2.É para mim uma novidade (não consagrada no regulamento) de que "O tema do concurso pode ser tratado apenas numa das edições de cada publicação" como é referido no esclarecimento.SaudaçõesProf. Francisco Morais

    Responder
  3. Em relação ao essencial do seu comentário, tal como eu disse e sublinho, o tema do concurso é divulgado ao mesmo tempo para todos. Não há qualquer escola a saber qual é o tema antes de todas as outras. Todos os estabelecimentos de ensino são, evidentemente, tratados de igual modo. Afirmar o contrário, é apenas proceder a uma imputação absurda, pois, como facilmente se compreende, havendo boa-fé, o PÚBLICO na Escola não obteria benefício algum adoptando um procedimento diferente.

    Responder
  4. Obrigado pelos esclarecimentos.1.Acontece que o Boletim PÚBLICO na Escola chega sempre às escolas com algum desfasamento relativamente à data de publicação. Assim posso garantir que o Boletim PÚBLICO na Escola de Dezembro de 2009 chegou à Escola Sec. de Linda-a-Velha em Março de 2010…2. Consultei o regulamento do concurso do ano passado e é referido no ponto 6 TIPOLOGIA que "Podem ser apresentadas a concurso publicações cujo suporte seja opapel, designadamente jornais ou revistas, que durante o presente anolectivo tenham tido, pelo menos, três edições(…)."Por outro lado ao consultar o mesmo regulamento no ponto 9. CRITÉRIOS DE VALORIZAÇÃO refere-se que "Na apreciação do júri, a verificação do cumprimento dos objectivos queo concurso persegue, acima enunciados, será objecto de valorização.Assim, o júri valorizará:A prática de um jornalismo escolar crítico e imaginativo;A importância dos jornais escolares no processo de ensino/aprendizageme na construção da identidade das escolas ou dos agrupamentos deescolas;A utilização dos jornais escolares como instrumentos cívicos para adiscussão de temas relevantes para a comunidade escolar e para apromoção de relações entre a escola e o meio envolvente (em particularas colectividades, empresas, instituições, autarquias);A abordagem da temática do concurso.(…)"É para mim uma novidade (não consagrada no regulamento) de que "O tema do concurso pode ser tratado apenas numa das edições de cada publicação" como é referido no esclarecimento.Sou professor da Escola anteriormente referida e coordenador da Revista "Crítica" que já ganhou o primeiro prémio do Concurso de Jornais Escolares do Público relativo ao ano lectivo de 1997/98, numa altura em que não existia tema obrigatório.Como a nossa revista envolve toda a comunidade escolar desde o 7.º ao 12.º anos temos que começar a trabalhar no primeiro número relativo ao 1.º Período logo em Setembro. Actualmente estamos a preparar o nº 24 onde (e já) entrevistámos o escritor Mário de Carvalho que vai ser tema de capa. Como se percebe o 2.º nº deste ano tem que ser preparado no início do 2.º P. Como é possível então respeitar nos 3 números o tema indicado se ele só chega às escolas mais tarde…Quero acreditar que "O tema do Concurso Nacional de Jornais Escolares é divulgado publicamente ao mesmo tempo para todos". Só que as escolas que concorrem perdem automaticamente dois Períodos, pelo menos, (o 1.º e o 2.º) como publicações para concurso.Porque é que o tema não é logo enviado em Setembro para todas as escolas?Não seria mais lógico?Eu sei que por essa altura o júri ainda está a determinar os vencedores do concurso anterior, mas qual é o problema de o tema ser lançado antes da atribuição dos prémios do ano anterior?Não compreendo. E já manifestei a minha insatisfação há muito tempo atrás à equipa do "Público na Escola".Por isso continuamos a trabalhar anualmente e infelizmente não nos é possível concorrer em igualdade de circunstâncias relativamente a outras escolas que conseguem saber o tema sem ser pela versão oficial…SaudaçõesProfessor Francisco Morais

    Responder
  5. Três esclarecimentos:1. O tema do Concurso Nacional de Jornais Escolares é divulgado publicamente ao mesmo tempo para todos. Outra coisa não seria, evidentemente, de esperar.2. No ano lectivo passado, o tema foi anunciado no Boletim PÚBLICO na Escola de Dezembro.3. O tema do concurso pode ser tratado apenas numa das edições de cada publicação.

    Responder
  6. Tenho curiosidade em saber se, por acaso, as "Escolas do Norte" já estão a trabalhar ou não no Concurso do próximo ano…É que as "Escolas do Sul" ainda não conhecem qual o tema desse concurso. Como são necessárias 3 publicações para concorrer e o tema do último só saiu em Março então percebo porque é que neste Concurso as "Escolas do Norte" estão em GRANDE…

    Responder
  7. Apetece-me dizer o que hoje, logo pela manhã, sarrabisquei: "Afinal… todo o trabalho traz consigo uma misteriosa recompensa… nem que seja uma ténue e vã aragem… talvez um dia anseie ser brisa que acaricia, envolve e conduz…" Apetece-me acrescentar agora… E SEDUZ! Apesar de nos quererem demonstrar o contrário, o mundo, a sociedade, as gentes fazem-se (também) na e com a ESCOLA e lá há VIDA e VIDAS que beliscam e querem fazer!! Para os que já foram e para os que continuam a ser da Escola EB 2,3 do Pico… um abraço!

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>