É uma pena

É uma pena, mas há publicações escolares de enorme qualidade que não participam no Concurso Nacional de Jornais Escolares. É o caso, para dar três exemplos, das revistas defacto, da Escola Secundária de Alberto Sampaio, em Braga; Ipsis Verbis, da Escola Secundária de Oliveira do Hospital; e Toque de Saída, da Escola Secundária de Amares. A razão é simples: o regulamento da iniciativa diz que é necessário publicar três edições por ano lectivo e estas revistas fazem apenas (como se fosse pouco…) um excelente número anual.

3 comentários a É uma pena

  1. Reconheçamos que os alunos que conseguem publicar três jornais nunca poderiam competir, em qualidade, com quem apenas faz um.É pena,de facto, que a qualidade não possa ter hipótese de ser premiada, mas para uma única publicação por ano parece-me mais adequado o conceito/ formato de Revista.

    Responder
  2. Um dia destes o Público devia organizar um Concurso Nacional de blogues escolares. Para acompanhar os tempos e para estar – segundo a velha máxima do jornalismo – onde a notícia está.

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>