No laranjal

Tinha a intenção de passar muitas vezes pelo Centro de Artes Culinárias no Mercado de Santa Clara, na Feira da Ladra, até porque fica próximo da minha casa, mas ainda não fui lá tanto como tinha planeado – falhei, com muita pena, os workshops que lá têm sido organizados, incluindo alguns de Fevereiro, em torno da laranja (e outros temas, por exemplo a cozinha nepalesa, sobre o qual tinha muita curiosidade).

Mas no sábado, no meio da confusão da feira, passei por lá e ainda fui a tempo de ver a exposição sobre a laranja (chama-se Errâncias no Laranjal e  fica até 18 de Março). Como tudo o que ali é organizado, a exposição é feita com muito bom gosto e mostra não só objectos mas textos, gravuras, documentos antigos, e histórias várias relacionadas com a laranja. É um trabalho delicado, para ver com algum tempo, porque só assim nos damos conta de algumas das preciosidades que ali estão.

Percebe-se que os meios são limitados e que não é possível por exemplo fazer grandes reproduções, mas os quadros são-nos mostrados em livros e assim descobrimos as laranjas na pintura antiga. E depois, noutra vitrina mais à frente, as flores de laranjeira dos véus das noivas, a publicidade às laranjadas quando estas começaram a aparecer engarrafadas, as diferentes qualidades de citrinos que existem, as diferentes regiões de Portugal produtoras de laranjas, passamos dos licores aos doces de laranja, e a seguir da água de flor de laranjeira à ideia da laranja como modelo do globo terrestre e inspiração de sábios. Enfim, literalmente o mundo numa laranja.  No fim, comprei laranjas algarvias.

Esta entrada foi publicada em produção nacional com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/olhos-barriga/2012/02/26/no-laranjal/" title="Endereço para No laranjal" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>