Portugal tem mais estrelas

Venho falar deste assunto com (muito) atraso, porque esta é daquelas notícias em relação às quais não podia acrescentar nada de pessoal. Passava um minuto das oito da noite de quinta-feira, e em directo de Barcelona, o Duarte Calvão, através do blogue Mesa Marcada, dava-nos as boas notícias: os restaurantes portugueses estrelados este ano no Guia Michelin. Isto é que é ver a blogosfera a marcar pontos. Este ano (e isso é outra uma boa notícia) a Lusa também esteve na cerimónia e a informação chegou rapidamente a toda a gente. No site do Público, o Fugas estava atento. E assim o país ficou logo a saber que temos 12 restaurantes distinguidos no Guia Michelin 2012 Espanha e Portugal.

Dois deles têm duas estrelas: o Ocean, do chefe austríaco Hans Neuner, e o Vila Joya, de Dieter Koschina, ambos no Algarve. Os recém-chegados ao grupo são o Feitoria (Altis de Belém, do chefe José Cordeiro) e o The Yeatman (Vila Nova de Gaia, chefe Ricardo Costa). Mantêm uma estrela o Tavares (hoje com Aimé Barroyer, que sucedeu a José Avillez), o Willie’s (Quarteira), São Gabriel e Henrique Leis (Almancil), Il Gallo d’Oro (Funchal), Arcadas da Capela (Coimbra), Casa da Calçada (Amarante) e Fortaleza do Guincho (Cascais).

E, como avisei no início, não tenho muito a acrescentar – excepto dar os parabéns aos restaurantes e aos respectivos chefes. E recordar que ainda há dias tive o enorme prazer de jantar na Fortaleza do Guincho (e note-se como o Duarte Calvão lamentou que o restaurante de Vincent Farges não tivesse conquistado uma merecida segunda estrela), e de provar alguns dos pratos de Hans Neuner, um dos chefes convidados nessa noite: bar­riga de atum, hol­lan­daise de ouri­ços, sali­cór­nia e melan­cia; e presa e entre­costo de porco preto, bata­tas e cebo­las con­fi­ta­das, molho de sobras­sada. Outro momento alto que tenho que recordar aqui mais uma vez (desculpem a repetição) foi o extraordinário almoço de cataplanas no Feitoria, em Belém, organizado por Bento dos Santos para a Academia Internacional de Gastronomia.

E pronto, acho que o país está mais estrelado, e está de parabéns.

2 comentários a Portugal tem mais estrelas

  1. Vim aqui numa urgência depois de ver um documentário na televisão, sobre um programa de détox, em França, onde uns respeitáveis casais pagam 500 € por semana por pessoa para fazerem jejum – só com direito a um caldo de cozer legumes antes de deitar – e caminharem 10 km por dia. Dizem eles que se sentem muito bem, revigorados e etc. À hora de almoço deitam-se na floresta e enchem o peito de ar, antes de dormirem uma sestinha. Bem, que necessidade que eu senti de correr para este blog abençoado!

    Responder

Responder a mec Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>