Bombom de chocolate e queijo

Desta vez o título não é uma citação do Dicionário dos Sabores da Niki Segnit. É uma combinação de sabores (posso dizer outra vez improvável?) que experimentei hoje numa extraordinária viagem de comboio que fiz entre Lisboa e Castelo Branco (e mais além, mas isso é outra história). A ideia era aproveitar o lançamento do livro Portugal Rural, do consultor instalado em Portugal Jack Soifer e de Armindo Jacinto, vice-presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, para ficarmos a conhecer uma série de projectos na Beira Baixa, todos ligados à agricultura e aos produtos locais.

E, se todos já conhecemos os queijos da Beira Baixa, o que a cooperativa de produtores vem apresentar agora, numa parceria com a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, é um bombom feito com chocolate de São Tomé com 70% de cacau, e, como recheio, Queijo Castelo Branco Velho DOP. Depois de vários testes, concluiu-se que este era o queijo que melhor funcionava nesta combinação. O resultado é surpreendente. Os dois sabores, cada um muito marcado e muito diferente do outro, não chegam exactamente a fundir-se (e entre eles há uma fina película de compota de figo). Há um primeiro momento em que o chocolate domina, depois, quando chegamos ao recheio, é o queijo que se impõe, e no final novamente o chocolate.

Mas há um momento em que o sabor do queijo ainda domina na boca e o chocolate regressa em que percebemos que a combinação funciona (para mim, que não gosto de bombons muito doces, funciona melhor que outras combinações que juntam um sabor doce muito forte com o chocolate). Para quem quiser experimentar, o novo bombom vai começar a ser vendido pela Cooperativa de Produtores de Queijos da Beira Baixa, que está a fazer um esforço para inovar e conquistar novos mercados.

De volta a casa, fui espreitar o que diz a Niki Segnit sobre queijo e chocolate: “Pode parecer uma proposta improvável [reparei agora que ela usa a mesma palavra], mesmo pouco aliciante, até nos apercebermos como este se pode comparar com o chocolate e o leite (ou as natas) e, mais ainda, como as notas de sabor em certo chocolate de boa qualidade – frutos vermelhos picantes, frutos secos, caramelo – são parceiras naturais do queijo.” Niki descreve uma prova de chocolate com queijo em que participou, e em que a grande descoberta foi a combinação de um queijo Milleen (irlandês, feito com leite de vaca e com um gosto picante e floral) e um Valrhona Africano 85 por cento. Ficou tão convencida que aconselha a juntar alguns pedaços de chocolate ao prato de queijos no final da refeição. De qualquer forma, conclui, ambos ficam bem com vinho do Porto.

9 comentários a Bombom de chocolate e queijo

  1. Ao contactar a Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, saberá onde comprar.
    Já o livro PORTUGAL RURAL encontra nas FNAC, se não tiver na sua, pode
    encomendar.

    Responder
  2. Pingback: sushi em Idanha? chocolate com queijo de Castelo Branco? « perfeita perda de tempo

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>