Não quero mais a autoestrada

Era a terceira carta que eu recebia. Estava na caixa do correio, juntamente com a conta da luz, o extrato do banco e a indefetível publicidade do canalizador-electricista-técnico-de-gás, homem de múltiplos talentos e que, se for preciso, também assa um churrasco. Abri-a já sabendo o que era. As duas anteriores tinham-me alertado que havia uma […]






O carro que eu não quero ganhar

Esta semana vou ganhar um carro novo. Com os 20 cupões que tenho na Factura da Sorte – o concurso lançado numa noite de insónia no Ministério das Finanças – tenho a certeza de que serei o laureado com um automóvel de alta cilindrada, alta velocidade, alto estilo e alto patrocínio do erário público. Dada […]






Ruína auditiva no comboio

Para o trabalhador cansado, são incontestáveis os benefícios terapêuticos do comboio. O indivíduo vem do emprego fisicamente apático, psicologicamente moído e intelectualmente vazio. Tudo o que quer é afundar-se no assento e deixar-se levar, subordinado ao balanço da composição. Freud aí veria, além de sexo, um claro regresso à infância, a carruagem como uma representação […]






A paragem subterrânea de Alcântara

Durou pouco e já chove novamente na passagem subterrânea da estação de comboios de Alcântara, em Lisboa. É boa notícia para os nostálgicos da decadência: o espaço recuperou uma parcela da índole deteriorante que teve durante anos, até que um grupo de bons samaritanos urbanos pintou as suas paredes com interessantes murais. Antes deste gesto […]






Emigração e família 2.0

Por motivos louváveis, a família pulverizou-se. Uma foi para a Alemanha, atrás de música e juventude. Três foram para a Inglaterra, atrás de oportunidade e aventura. E eu aqui, ancorado no terceiro vértice, completo esta nova cartografia familiar. Não é só uma questão geográfica, mas também ambiental. A emigração tem grandes reflexos na saúde do […]