Sardinhas ao vento

Pela primeira vez, este ano reparei no dia exato em que começou a ventania. Foi numa sexta-feira. Acordei de madrugada com a cacofonia que a brisa enfurecida desperta no meu prédio. No apartamento de cima, os vidros queriam saltar dos caixilhos. No do lado, uma porta batia sem parar – pá, pá, pá, pá… – […]






Sarda ou sardinha?

Depois destes anos todos, por vezes sinto-me um homem cobiçado. Pelo menos aos sábados. E é logo de manhã, quando vou à praça e entro na peixaria. “Anda cá, amor”, grita uma das vendedoras, mal me vê. “Hoje tenho o que tu gostas”, insinua outra, das minhas preferidas. “Então, não queres o meu peixinho?”, propõe […]






Bichos e eletricidade

O preço da eletricidade aumentou. Mas não é isto o que me empurra a prestar novamente atenção à conta da luz. Deixei de olhar para ela já faz algum tempo, o suficiente para uma merecida autocensura por tal lacuna, imperdoável em qualquer pessoa que advogue minimamente o ideal da sustentabilidade. Durante alguns anos, registei metodicamente […]