Saudades do saco de plástico

A noite ia alta e eu me preparava para cometer mais um atentado ao planeta. No dia seguinte ia viajar de avião. Não havia muitos itens a inserir na mala, além de meia dúzia de artigos de vestuário, alguns papéis, o cardume de cabos e carregadores que sempre nos acompanha e exemplares da gastronomia local […]






Sexo, mentiras e dor nas costas

Não sei mais o que dizer. Na primeira noite após a leitura do sábio acórdão, declarei: “Hoje não, meu bem. Legalmente, não tenho vontade.” Felizmente, não funcionou. Tenho encontrado alguma dificuldade em compatibilizar os impulsos naturais do ser humano com a jurisprudência agora em vigor. Em momento recente de grande inspiração, como todos sabemos, o […]